Title: PROJET’AR-TE – Desafios para a mudança no Sistemas de Acolhimento: Resultados do programa de desenvolvimento de competências para a vida
Authors: Velho, Cristina 
Pinheiro, Maria do Rosário 
Palaio, Carla 
Santos, Laura 
Santos, Sónia 
Lopes, Liliana 
Keywords: Acolhimento residencial;Jovens em risco;Autonomia;Competências para a vida
Issue Date: Dec-2016
Project: Projet'Ar-te, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito do Programa Gulbenkian de Desenvolvimento Humano "Crianças e Jovens em Risco" 
Abstract: O Projet’Ar-te (projeto financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, Programa Crianças e Jovens em Risco, Jovens em Acolhimento Institucional, 2012-2015) apresenta como finalidade a promoção da autonomia, durante e após o acolhimento residencial das jovens. Este projeto integra um Programa de Desenvolvimento de Competências para a Vida que visa o desenvolvimento de competências de regulação emocional, pessoais e sociais. Este projeto procura potenciar os ganhos da intervenção de proteção e promoção durante o acolhimento, de forma a assegurar uma saída segura e facilitar a integração social das jovens. Participaram no estudo de eficácia deste programa 39 jovens, com idades compreendidas entre os 11 e os 19 anos (M=15.33; DP=1.797). Da metodologia de avaliação constou uma avaliação estandardizada pré e pós intervenção, com recurso ao Inventário Umbrella, à Escala de Autoestima de Toulouse e a uma avaliação específica de cada sessão, através do preenchimento de grelhas de observação e questionário de satisfação. Os resultados sugerem um incremento estatisticamente significativo das pontuações médias dos sujeitos de pré para pós-intervenção, nas subescalas dinheiro, estudo/trabalho e casa. Registando-se mudanças intraindividuais significativas em termos do aumento das competências em 74% das jovens relativamente à casa, 67% das jovens em estudos/trabalho e 72% das jovens relativamente ao dinheiro. Verificou-se também que a maioria das jovens apresenta um aumento da sua autoestima (F=-2,496; p=0.013). De uma maneira geral, verifica-se um aumento dos fatores protetores e promotores da autonomia, como é o caso da autoestima e competências para a vida e uma diminuição dos fatores de risco para a autonomia, como é o caso da autodepreciação.
URI: http://hdl.handle.net/10316/46953
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CINEICC - Artigos e Resumos em Livros de Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
XIII_SPCE_2016_atas.pdf44.17 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.