Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/17801
Title: Consumo e encargos : percepção VS realidade : o caso dos consumidores
Authors: Tralhão, Sandra Isabel Correia Serafim. 
Orientador: Barata, Eduardo
Martins, Rita
Keywords: Água; Consumo; Encargo; Percepção; Determinante
Issue Date: 4-Nov-2011
Publisher: FEUC
Citation: Tralhão, Sandra Isabel Correia Serafim - Consumo e encargos : percepção VS realidade : o caso dos consumidores. Coimbra, 2011
Abstract: A água é um recurso estratégico para o desenvolvimento económico e social da Humanidade. Neste contexto, as restrições naturais dos recursos hídricos implicam, como aspecto fundamental, a promoção de ganhos de eficiência nos usos. A literatura sugere que as políticas de fomento da utilização racional da água devem ser alicerçadas na caracterização dos consumidores, nos usos que estes fazem do recurso e na determinação dos factores que implicam diferentes intensidades de consumo. Este projecto de investigação, desenvolvido em colaboração com a Águas de Coimbra, E.E.M. (AdC), incide sobre os utilizadores domésticos de água visando, nomeadamente, identificar factores pessoais ou situacionais potencialmente determinantes dos respectivos consumos. A metodologia seguida envolve a recolha de dados primários com elevado nível de detalhe e desagregação, através de aplicação de inquérito por questionário concebido especificamente para este projecto, bem como a recolha de registos de consumo e de facturação efectiva dos clientes inquiridos, com o propósito de permitir o confronto entre os consumos e encargos percepcionados e efectivamente realizados. A análise da informação empírica recolhida permite identificar factores determinantes do consumo coincidentes com algumas propostas tradicionalmente apresentadas na literatura. Nomeadamente, o estudo da influência da percepção no consumo, enquanto factor pessoal e intrínseco ao indivíduo, sugere que a percepção que os consumidores têm dos encargos é mais próxima da realidade do que a percepção que têm do consumo efectivo. Para além disto, o afastamento entre percepções e realidade no que toca ao consumo aumenta à medida que o consumo aumenta. O carácter inovador da estratégia de investigação adoptada, o elevado nível de fiabilidade associado aos dados e a reflexão acerca da correspondência, ou não, entre percepções de consumo e consumos efectivos, justificam a expectativa de que este trabalho possa contribuir para aprofundar o debate sobre uma dimensão da procura residencial de água em Portugal, ainda pouco explorada. As conclusões alcançadas colocam a tónica na necessidade de sensibilização dos consumidores para a utilização racional da água e no papel que as entidades gestoras podem ter no desenvolvimento de acções que permitam aumentar a percepção do seu valor.
Description: Trabalho de projecto do mestrado em Economia Local, apresentado à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra sob a orientação de Eduardo Barata e Rita Martins.
URI: http://hdl.handle.net/10316/17801
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
capa.pdf511.5 kBAdobe PDFView/Open
dissertação.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open
apêndice_I.pdf308.71 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

354
checked on Sep 22, 2020

Download(s) 50

192
checked on Sep 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.