Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15829
Title: Património industrial português da época do Movimento moderno : das experiências modernistas às novas necessidades contemporâneas
Authors: Costa, Tiago Filipe Mavigné de Sousa Nunes da 
Orientador: Ribeiro, João Mendes
Keywords: Património industrial, Portugal; Movimento moderno (arquitectura)
Issue Date: Jun-2011
Citation: Costa, Tiago Filipe Mavigné de Sousa Nunes da - Património industrial português da época do Movimento moderno : das experiências modernistas às novas necessidades contemporâneas. Coimbra, 2011.
Abstract: Este trabalho pretende abordar o tema da intervenção arquitectónica sobre o património industrial português, tomando especial atenção à arquitectura industrial produzida no período correspondente ao Movimento Moderno (1920 a 1970). Tomando consciência do processo de desindustrialização que se começou a verificar a partir dos anos setenta, levantase a questão: o que fazer com estes espaços industriais agora desactivados e, em muitos casos, abandonados e deixados à ruína? Uma das formas de garantir a preservação deste espólio arquitectónico é através da recuperação, reconversão ou musealização, atribuindo a estes espaços um renovado interesse e dinamismo, uma vez que o seu propósito original se tornou obsoleto em virtude da constante evolução tecnológica inerente à produção industrial. É neste sentido que a arquitectura contemporânea pode dar um contributo a estes exemplares da arquitectura do período modernista, complementando programas com a introdução de novos elementos ou reestruturando os espaços e as suas materialidades na procura de uma melhor adaptação à nova vida (e função) a que o edifício se destina. Pretende-se portanto analisar as opções dos arquitectos responsáveis pelas intervenções sobre o património industrial estudadas neste trabalho, procurando perceber quais as potencialidades e dificuldades destas experiências, e que cuidados existiram na preservação da identidade original dos edifícios. Estas análises permitirão fazer uma posterior comparação entre as diferentes experiências, através da qual se poderão retirar conclusões. Procura-se também descrever os contextos em que surgiram estes equipamentos industriais, para melhor perceber as opções tomadas pelos arquitectos que os conceberam, à luz do período em que se integram – o período do Movimento Moderno. Outro objectivo deste trabalho é expor a importância do reconhecimento do valor patrimonial da arquitectura da indústria produzida em Portugal, evidenciando que a sua recuperação ou reutilização poderá ser uma forma de revitalizar algumas zonas urbanas ou rurais que poderão ter caído no esquecimento ou abandono. Deste modo, pretende-se reafirmar a importância de intervir sobre o património arquitectónico industrial português produzido durante o período correspondente ao Movimento Moderno, através da análise do contexto em que surgem os edifícios iniciais até à vontade contemporânea de lhes dar uma nova vida, reconhecendo o seu valor, cruzando informações e retirando conclusões.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitectura, apresentada ao Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC.
URI: http://hdl.handle.net/10316/15829
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
PATRIMÓNIO INDUSTRIAL PORTUGUÊS DA ÉPOCA DO MOVIMENTO MODERNO.pdf62.13 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

787
checked on Aug 17, 2022

Download(s) 20

1,292
checked on Aug 17, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.