Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94699
Title: Como é que as novas tecnologias são um aliado potencialmente emancipatório perante contexto de (in)segurança e vulnerabilidade?
Other Titles: How are new technologies a potentially emancipatory ally in the context of (in)security and vulnerability?
Authors: Teixeira, Sofia Melão
Orientador: Santos, Sofia José Figueira
Keywords: Vulnerabilidade; (In)Segurança; Tecnologias emergentes; Emergências Políticas Complexas; Inovação; Vulnerability; (In)Security; Emerging Technologies; Complex Political Emergencies; Innovation
Issue Date: 10-Dec-2020
Serial title, monograph or event: Como é que as novas tecnologias são um aliado potencialmente emancipatório perante contexto de (in)segurança e vulnerabilidade?
Place of publication or event: Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
Abstract: O fim da Guerra Fria e o início do século XXI trouxeram para a arena internacional e para as Relações Internacionais uma pluralidade de transformações, entre as quais a emergência de conflitos armados com dinâmicas e características distintas da conflitualidade moderna e que a literatura apelidou de ‘novas guerras’ (Kaldor, 1999). Estes conflitos que deixaram de ter apenas alvos militares e passaram sobretudo a atingir populações civis, o que criou crises humanitárias sem precedentes com causas de compreensão complexa e profundas, sendo, por isso, cunhadas de ‘emergências políticas complexas’ (EPC) (Goodhand & Hulme, 1999). Paralelamente a este sofrimento e vulnerabilidade de um número cada vez mais acentuado de pessoas, encontramos uma evolução industrial e tecnológica que se desenvolve a um ritmo estonteante e no âmbito da qual a informação passou a ser extremamente valorizada ao ponto de alguns autores referem à informação como o “novo petróleo” (Ronank et al., 2016; Haupt, 2016). Desde a Primeira Revolução industrial, grandes quantidades de tecnologias têm surgido, o que tem vindo transformar o mundo, ou pelo menos parte dele, despoletando dinâmicas conducentes à globalização e a uma “era tecnológica”.Esta dissertação tenciona explorar criticamente a combinação destas duas realidades através dos estudos críticos da segurança. Pretende compreender o que torna as pessoas vulneráveis sobretudo em contextos de EPC, qual a resposta humanitária mais adequada tendo em conta a sua vulnerabilidade, ao mesmo tempo que explora a relação entre segurança, insegurança, grupos vulneráveis, emancipação e a potencialidade das tecnologias em encerrarem o necessário para podem integrarem parte da dinâmica humanitarista no socorro humanitário e no combate à vulnerabilidade e à insegurança em contextos de emergências políticas complexas.
The end of the Cold War and the beginning of the 21st century brought a plurality of transformations to the international arena and to international relations, among which the emergence of armed conflicts with dynamics and characteristics distinct from modern conflicts and which the literature has dubbed the 'new wars' (Kaldor, 1999). These conflicts, which no longer have only military targets and have mostly reached civilian populations, have created unprecedented humanitarian crises with causes of complex and deep understanding, and are therefore sister-sisters of ‘complex political emergencies' (CPE) (Goodhand & Hulme, 1999). Alongside this suffering and vulnerability of an increasingly large number of people, we find an industrial and technological evolution that develops at a hastened pace and in which information has become notably valued to the point that some authors refer to data as the "new oil" (Ronank et al., 2016; Haupt, 2016). Since the First Industrial Revolution, large quantities of technologies have emerged, which has been transforming the world, or at least part of it, triggering dynamics leading to globalization and a "technological age". This dissertation intends to critically explore the combination of these two realities through critical safety studies. We will attempt to understand the causes that lead to people vulnerable. Investigate if the use of technologies is the most appropriate humanitarian response contexts of EPC while exploiting the correlation between security, insecurity, vulnerable groups, emancipation. Finally, we will explore if new technologies have the potentiality to integrate part of humanitarian dynamics in humanitarian relief, in combating vulnerability and insecurity in complex political emergencies.
Description: Dissertação de Mestrado em Relações Internacionais - Estudos da Paz, Segurança e Desenvolvimento apresentada à Faculdade de Economia
URI: http://hdl.handle.net/10316/94699
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TeseVersaoFinalSofia.pdf998.23 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

5
checked on Jul 22, 2021

Download(s)

7
checked on Jul 22, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons