Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/91230
Title: Perceção e Movimento na Vivência do Espaço Museológico
Other Titles: Perception and Movement for the Spatial Experience of the Museum
Authors: Bagulho, Ana Patrícia Soares
Orientador: Coelho, Carolina da Graça Cúrdia Lourenço
Keywords: Perceção; Inteligibilidade; Movimento; Análise Sintática; Utilizador(es); Perception; Intelligibility; Movement; Space Syntax; User(s)
Issue Date: 4-Feb-2019
Serial title, monograph or event: Perceção e Movimento na Vivência do Espaço Museológico
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Este trabalho tem por objetivo analisar a forma como o espaço é percecionado pelas pessoas e consequentemente, o modo como se movimentam naturalmente no edifício sem nenhum conhecimento prévio do ambiente construído. Assim, procura-se refletir de que forma a inteligibilidade inerente à morfologia do espaço, em paralelo com as características espaciais complementares à mesma, condicionam e influenciam o movimento realizado pelos utilizadores. Enunciando métodos e conceitos desenvolvidos pela Análise Sintática, pretende-se analisar fatores como a integração, a conetividade e a profundidade de cada espaço em relação ao sistema total. Analisar-se-ão paralelamente outras características que conferem ao espaço a sua especificidade arquitetónica, na medida em que se prevê influenciarem de igual modo o movimento natural realizado pelos utilizadores. Esta proposta centra-se em dois casos de estudo: o Museu da Eletricidade e o Museu de Arte Arquitetura e Tecnologia. Os edifícios selecionados têm como fator comum o programa que albergam e divergem essencialmente na origem e no propósito com que foram projetados. Em adição aos edifícios propriamente ditos, também as exposições neles presentes em dois períodos diferentes são alvo de estudo, criando assim três fases diferentes de análise. Analisando a morfologia do espaço, as suas características complementares e o movimento e comportamento humano nele desenvolvidos, tenciona-se compreender, em última instância, de que forma o espaço é vivenciado e usufruído pelos utilizadores.
This thesis aims to analyze the way in which space is perceived by people and, consequently, how they move naturally in the building without any previous knowledge of the built environment. Following this reasoning, we will reflect on how the intelligibility inherent to the morphology of the space, in parallel with its complementary spatial characteristics condition and influence the movement realized by the users. Applying methods and concepts developed by Space Syntax, we intend to analyze factors such as integration, connectivity and depth of each space in regard to the whole system. At the same time, other characteristics that give the space its architectural specificity will also be analyzed, as these are expected to influence in the same way the natural movement carried out by users.This proposal will focus on two cases studies: the Museum of Electricity and the Museum of Art Architecture and Technology. The selected buildings have as a common factor the program that they shelter and diverge essentially in the origin and purpose with which they were designed. In addition to the buildings themselves, the exhibitions present in two different periods will be analyzed, creating three different phases of analysis. Analyzing the two above-mentioned components and through human movement recording techniques, we intend to understand, in the last instance, how space is experienced and enjoyed by the users.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/91230
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO ANA BAGULHO.pdf48.85 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

8
checked on Nov 19, 2020

Download(s)

9
checked on Nov 19, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons