Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/91219
Title: Morfologias Meteorossensíveis - A Introdução de um Sistema Construtivo Natural na Arquitetura Contemporânea
Other Titles: Meteorossensitive Morphologies - The Introduction of a Natural Constructive System in Contemporary Architecture
Authors: Rodrigues, Rebeca Sofia de Sousa Monteiro
Orientador: Gonçalves, José Fernando de Castro
Silva, Luís Alberto Proença Simões da
Keywords: Sustentabilidade; Meteorossensível; Madeira; Fachada; Ecologia; Sustainability; Meteorossensitive; Wood; Façade; Ecology
Issue Date: 28-Mar-2019
Serial title, monograph or event: Morfologias Meteorossensíveis - A Introdução de um Sistema Construtivo Natural na Arquitetura Contemporânea
Place of publication or event: Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra
Abstract: Establishing a critical look at the architecture of the contemporary world, it is possible to verify that the measures implemented today towards a more sustainable project practice are based, par excellence, on the use of eminently technological mechanisms. By looking more closely at the guidelines established for the upcoming years towards a greener architecture, we realize that this constitutes a constraint to achieving a more efficient energy performance in living spaces, making it necessary to explore more adequate passive constructive methods.It is in this context that this dissertation takes as its main objective the analysis of the meteorossensitive behavior of the conifer cones as a natural responsive system, investigating how the wood’s inherent capacity to react to the differences of humidity can serve as the basis for the creation of a responsive façade that doesn’t require any energy input. In this way, it was verified, through physical and parametric studies, how the reactivity of this material, derived from the absorption and segregation of water at the cellular level, has the potential to be applied in the envelope of the building, reformulating wood’s role as a construction material. As it does not require any energy resources to reproduce movement in the façade, and consequently regulate the climatic conditions of the interior spaces, this mechanism has, effectively, the capcaity to reduce significantly the energetic expenses of the building, presenting itself as a new opportunity within the paradigm of sustainable architecture. Therefore, the use of a responsive biological material intends to promote a new perspective of experiencing the spaces, collectively and individually, giving emphasis not only a new constructive method but on the positive implications that this may have in the social, economic and ecological conditions of the building.
Estabelecendo um olhar crítico para a arquitetura do mundo contemporâneo, é possível constatar que as medidas implementadas na atualidade rumo a uma prática projetual mais sustentável se baseiam, por excelência, no uso de mecanismos eminentemente tecnológicos. Ao analisar mais aprofundadamente as diretrizes estabelecidas para os próximos anos rumo a uma arquitetura mais ecológica, percebemos que isto constitui um entrave no alcance de um desempenho energético mais eficiente nos espaços habitacionais, tornando-se necessária a exploração de métodos construtivos passivos mais eficazes.É neste contexto que esta dissertação toma como objetivo principal a análise do comportamento meteorossensível da pinha enquanto sistema natural responsivo, investigando de que forma é que a capacidade inerente da madeira de reagir às diferenças de humidade pode servir como base à criação de uma fachada responsiva que não necessita de energia. Deste modo, verificou-se, através de estudos físicos e paramétricos, de que forma é que a reatividade deste material, derivada da absorção e segregação de água a nível celular, tem o potencial de ser aplicada na envolvente do edificado, reformulando o papel da madeira enquanto material construtivo. Ao não necessitar de nenhum recurso energético para reproduzir movimento na fachada, e consequentemente regular as condições climatéricas dos espaços interiores, este mecanismo tem, efetivamente, a capacidade de reduzir de forma significativa os gastos energéticos do edifício, apresentando-se como uma nova oportunidade dentro do panorama da arquitetura sustentável. Por conseguinte, a utilização de um material biológico responsivo ambiciona promover uma nova perspetiva de vivência dos espaços, coletiva e individual, dando ênfase não só à criação de um novo método construtivo mas à implicação positiva que este pode ter nas condições sociais, económicas e ecológicas do edificado.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/91219
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação_Rebeca Rodrigues.pdf33.63 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

6
checked on Nov 19, 2020

Download(s)

4
checked on Nov 19, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons