Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89693
Title: Tratamento de metástases em trânsito no melanoma
Other Titles: Treatment of in-transit melanoma metastasis
Authors: Dinis, Inês Augusta Fernandes
Orientador: Vieira, Ricardo José David Costa
Keywords: Melanoma; Metástases em trânsito; Tratamento; Melanoma; In-transit metastases; Therapeutics
Issue Date: 14-May-2019
Serial title, monograph or event: Tratamento de metástases em trânsito no melanoma
Place of publication or event: Dermatologia
Abstract: Introdução: Metástases em trânsito (ITM) do melanoma maligno são lesões cutâneas e/ou subcutâneas localizadas a mais de 2 cm do tumor primário, entre este e os gânglios linfáticos locorregionais. Surgem em 5 a 10% dos doentes com melanoma. O estadiamento da AJCC de 2017 para o melanoma inclui-as nos estadios IIIB, IIIC e IIID. Ao longo dos anos, esta entidade tem vindo a salientar a sua importância prognóstica. Material e métodos: Este trabalho foi realizado através da seleção e consulta de artigos científicos e de revisão, publicados ou referenciados na plataforma de pesquisa PubMed (Medline). A grande maioria deles datados a partir de 2011. Desenvolvimento: Existem diferentes tratamentos para doentes com metástases em trânsito. A primeira linha no tratamento das ITM, é a resseção cirúrgica clássica com margens negativas. A partir deste ponto, o rumo terapêutico a seguir torna-se menos claro, porque as normas de orientação clínica não são completamente esclarecedoras neste campo e atualmente a escolha cabe ao clínico, em conjunto com uma equipa multidisciplinar, e nunca esquecendo o doente e a família. A escolha entre as diferentes terapêuticas locais, regionais ou sistémicas, deve sobretudo ter em conta a localização anatómica das lesões, o número de lesões, o tamanho das lesões, o potencial de toxicidade do tratamento em si e as comorbilidades do doente. O aparecimento das novas imunoterapias e de agentes dirigidos, que mostraram claro benefício no tratamento de melanoma em estadio IV, veio mudar o paradigma do tratamento. No entanto, a sua aplicação em doentes de melanoma com ITM ainda não está bem caraterizada e validada. Conclusão: Atualmente a decisão terapêutica requer um vasto conhecimento das várias opções disponíveis. No futuro, são fundamentais estudos comparativos, sobretudo entre as novas terapêuticas sistémicas e as terapêuticas regionais. São também necessários mais estudos de associação entre as várias terapêuticas, uma vez que esse parece ser o caminho mais promissor a seguir.
Introduction: In-transit metastases (ITM) are cutaneous and/or subcutaneous lesions between the primary site and the draining regional lymph node, distant at least 2 cm from the primary site. They occur at 5 to 10% of melanoma patients. The melanoma staging from AJCC 2017 include them in stages IIIB, IIIC and IIID. Throughout the years, this committee have been emphasizing their prognostic importance. Materials and methods: This work is based on a selection and review of scientific and revision articles published or referenced in Pubmed (Medline). The majority of them are dated from 2011 onwards. Results: There are many treatments available for patients with in-transit metastases. Excision to clear margins is the first line treatment. From this point on, the therapy course is not clear because guidelines are not entirely enlightening. Nowadays, the therapeutic decision is up for discussion involving the doctor, a multidisciplinary medical team and the patients and their family. The choice between local, regional and systemic treatment should take into account the lesions anatomical location, their number, their size, the potential toxicity of the therapy itself and the patient comorbidities. The emerging systemic immunotherapies and targeted agents have shown a clear benefit in the stage IV melanoma, completely changing the therapy paradigm. However, its use in ITM is not yet well characterized and validated. Conclusion: Presently the therapeutic decision requires a wide knowledge of the several options available. In the future, comparative studies are needed specially between the new systemic therapies and the regional ones. Association studies between the different therapies are also in order as this path seems to be the most promising one.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89693
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tratamento de ITM final .pdf760.94 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

6
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

2
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons