Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81620
Title: Memórias de um circo romano: Reabilitação do Circo de Miróbriga
Other Titles: Memories of a roman circus: Rehabilitation of the Circo de Miróbriga
Authors: Cruz, Sara Almeida 
Orientador: Santarém, João Paulo Mendes Seiça da Providência
Keywords: Miróbriga; Circo Romano; Ruína; Intervenção; Reabilitação; Mirobriga; Roman Circus; Ruin; Intervention; Rehabilitation
Issue Date: 26-Oct-2017
Serial title, monograph or event: Memórias de um circo romano: Reabilitação do Circo de Miróbriga
Place of publication or event: Santiago do Cacém
Abstract: Miróbriga ascended the slave city in the first century, controlling a vast territory rich in resources. It is from this moment that urban growth begins in the city, with the successive expansion of the residential area and the construction of public works, until its peak in the third century. It was definitively abandoned at the beginning of the 6th century and would be used as a quarry for future constructions. At an uncertain date, the Moors erect their castle west of the ancient Roman city. Conquered definitively by the Christians in 1217, is from him that will be developed the modern city of Santiago of the Cacém.The ruins of the Circo Romano de Miróbriga are about a kilometer south of the ciuitas forum, in a relatively flat area. They are composed by a central barrier, the podium - wall that delimits the arena - and a set of foundations corresponding to the South facade. The proposal of Rehabilitation of the Circo de Miróbriga tries to enhance the qualities of the ruin, providing its reading and understanding and, at the same time, respond to contemporary needs. The intervention consists essentially in the consolidation and critical reconstruction of the circus, through minimal and punctual structures, whose main objective is to clearly define the outer limits of the enclosure, the marking of the architectural elements that compose it and the adaptation of the arena to practices current. Its size does not allow its use as a regular venue. In this sense, the Horse Riding Center, located in the South road junction of access to Santiago do Cacém and the archaeological site, reinforces the intervention in the ruin by promoting the regular use of the site as a training track or for cultural, sporting and civic events. It invokes the memory of the horse by promoting the traditional creation of the Lusitana race horse and its ancestor, the Sorraia. On the other hand, it becomes responsible for the safeguarding and maintenance of ruin. This proposal, although autonomous, is part of an overall intervention strategy for the Miróbriga Archaeological Site, which reinforces and contextualizes it.
Miróbriga ascende a cidade estipendiária no século I, passando a controlar um vasto território rico em recursos. É a partir deste momento que se inicia o crescimento urbano na cidade, com a expansão sucessiva da área residencial e a construção das obras públicas, até ao seu auge no século III. Foi definitivamente abandonada no início do século VI e viria a ser utilizada como pedreira das futuras construções. Em data incerta, os mouros erguem o seu castelo a Oeste da antiga cidade romana. Conquistado definitivamente pelos cristãos em 1217, é a partir dele que se desenvolverá a cidade moderna de Santiago do Cacém.As ruínas do Circo Romano de Miróbriga encontram-se a cerca de um quilómetro para Sul do fórum da ciuitas, numa zona relativamente mais plana. São compostas por uma barreira central, o pódio - muro que delimita a arena - e um conjunto de fundações correspondentes à fachada Sul. A proposta de Reabilitação do Circo de Miróbriga procura potenciar as qualidades da ruína, proporcionando a sua leitura e compreensão e, ao mesmo tempo, respondendo às necessidades contemporâneas. A intervenção consiste, essencialmente, na consolidação e reconstrução crítica do circo, através de estruturas mínimas e pontuais, que têm como objetivo principal a definição clara dos limites exteriores do recinto, a marcação dos elementos arquitetónicos que o compunham e a adaptação da arena a práticas atuais. A sua dimensão não permite a sua utilização como local de espetáculos habitual. Nesse sentido, o Centro Hípico, implantado no nó rodoviário Sul de acesso a Santiago do Cacém e ao sítio arqueológico, reforça a intervenção na ruína ao promover a utilização regular do recinto como pista de treino ou para eventos culturais, desportivos e cívicos. Invoca a memória do cavalo ao promover a criação já tradicional do cavalo raça Lusitana e do seu ancestral, o Sorraia. Por outro lado, torna-se responsável pela salvaguarda e manutenção da ruína. Esta proposta, ainda que autónoma, insere-se numa estratégia global de intervenção para o Sítio Arqueológico de Miróbriga, que a reforça e contextualiza.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/81620
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Memórias de um circo romano - Sara Cruz.pdf48.67 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

429
checked on Sep 21, 2020

Download(s) 20

673
checked on Sep 21, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons