Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81004
Title: Intoxicação por monóxido de carbono
Authors: Órfão, Gonçalo Nuno Gonçalves 
Orientador: Pimentel, Jorge
Keywords: Cuidados intensivos; Intoxicação por monoxido de carbono
Issue Date: Apr-2011
Abstract: Introdução: O Monóxido de Carbono, um produto da degradação dos hidrocarbonetos, é responsável por um elevado número de intoxicações acidentais a nível mundial. Trata-se de uma gás sem sabor e sem cheiro, e que desenvolve quadros de intoxicação com sintomas e sinais não específicos, pelo que muitas vezes a toxicidade humana não é valorizada. O oxigénio é o principio base do tratamento, dado acelerar a dissociação do monóxido de carbono das hemeproteínas. Objectivos: Neste artigo de revisão é objectivo discutir os principais tópicos relacionados com a intoxicação por monóxido de carbono com base na literatura disponível. As vantagens da terapêutica com oxigénio hiperbárico, mas também, critérios clínicos e laboratoriais para identificação de doentes intoxicados, são temas em análise. Desenvolvimento: O monóxido de carbono liga-se à hemoglobina com uma afinidade 220 vezes superior à do oxigénio, o que diminui o transporte e fornecimento de oxigénio aos tecidos. Além deste aspecto, o monóxido de carbono provoca lesão por outros mecanismo, tais como inativação do processo oxidativo celular, ligação à mioglobina e citocromos e peroxidação lipídica. Estes processos conduzem a hipóxia generalizada com lesão tecidular em diversos órgão, sequelas neurológicas tardias e, mesmo, a morte. Conclusões: O diagnóstico requer perspicácia e um alto índice de suspeição, devido ao monóxido de carbono ser dificilmente detectado e possuir sintomatologia idêntica a outras doenças. A terapêutica com oxigénio hiperbárico é vantajosa, principalmente em doentes com história de perda de consciência ou intoxicação severa.
Background: Carbon monoxide, a by-product of incomplete hydrogen combustion, has been responsible for many accidental poisonings worldwide. Human toxicity is often overlooked because carbon monoxide is tasteless and odourless and its clinical symptoms and signs are non-specific. Oxygen is the cornerstone of treatment, because it accelerates the dissociation of carbon monoxide from heme proteins. Objectives: In the present review, we discuss the main topics of the carbon monoxide intoxication based on available literature. The advantages of hyperbaric oxygen therapy, as well as clinical or laboratory criteria to identify monoxide carbon-poisoned patients are issues under discussion. Results: Upon exposure, carbon monoxide binds to hemoglobin with an affinity 220 times higher than oxygen, thereby decreasing the oxygen-carrying capacity of blood. In addition to generating carboxihemoglobin, carbon monoxide has been shown to cause harm by several other mechanism including direct disruption of cellular oxidative process, binding to myoglobin and cytochromes, and peroxidation of brain lipids. Both effects lead to generalized hypoxia, varying degrees of end-organ damage, delayed neurologic sequelae, and occasionally death. Conclusions: Diagnosis requires clinical acumen and a high index of suspicion, as CO is difficult to detect and can mimic other common disorders. Hyperaric-oxygen therapy is often recommended for patients with acute carbon monoxide poisoning, especially if they have lost consciousness or have severe poisoning.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Medicina Intensiva, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/81004
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Órfão, Gonçalo - Intoxicação por Monóxido Carbono - FMUC - 2011.pdf487.62 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

186
checked on Jul 9, 2020

Download(s) 50

762
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.