Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/708
Title: Línguas em contacto : "saber sobre" o que as distingue : análise de competências metalinguísticas de crianças mirandesas em idade escolar
Authors: Martins, Cristina dos Santos Pereira 
Orientador: Maia, Clarinda de Azevedo
Keywords: Linguística Aplicada; Línguas e Literaturas Modernas
Issue Date: 6-May-2004
Citation: MARTINS, Cristina dos Santos Pereira - Línguas em contacto : "saber sobre" o que as distingue : análise de competências metalinguísticas de crianças mirandesas em idade escolar. Coimbra, 2003.
Abstract: A presente dissertação ergue-se sobre a seguinte peregunta: que mecanismos estão envolvidos na construção, por parte das crianças mirandesas, de uma percepção e representação diferenciadas de duas das línguas que convivem no seu ambiente de “input”, o mirandês e o português? Mais especificamente procurou-se averiguar qual o peso do desenvolvimento metalinguístico destas crianças na construção das identidades idiomáticas referidas. A relevância da pergunta erqgue-se sobre os seguintes factos: (i) a acentuada afinidade estrutural entre um e outro idioma; (ii) a circunstância de a comunidade mirandesa ostentar, nos dias de hoje, reconhecidos sintomas de uma situação de bilinguismo (quase) sem diglossia, conducente ao progressivo abandono do tradicional mirandês (e à sua substituição pelo português) em domínios de interacção nevrálgicos. A componente teórica da dissertação centra-se em duas questões centrais. No capítulo 2 é equacionada a distinção entre conhecimentos linguísticos e metalinguísticos, assim como os conceitos dicotómicos normalmente convocados como critérios para a sustentar (i.e.; implícito vs. explícito, inacessível vs. acessível, procedimental vs. declarativo e inconsciente vs. consciente), perpassando, pela discussão crítica destas dicotomias, o clássico duelo nature vs. nuture. Esta avaliação crítica conduz à eleição de dois modelos teóricos como os mais promissores para a explicação da forma como interagem saberes linguísticos e metalinguísticos, a saber, o Representational Redescription Model de Annettte Karmiloff-Simth (1992) e o Metacognitive Model of Language Skill proposto por Ellen Bialystok e Ellen Bouchard Ryan (1985). Já no capítulo 3 foram abordadas duas questões centrais: (i) aspectos relativos ao desenvolvimento de competências metalinguísticas em crianças bilingues, com especial ênfase para as evidências passíveis de sustentar a tese de que essas competências são fulcrais na tarefa de diferenciação entre L1 e L2; (ii) outros aspectos eventualmente envolvidos nesse processo diferenciador, nomeadamente as condições exógenas da aquisição linguística bilingue (i.e., o papel da idade de exposição a L2 e a influência das estratégias de educação bilingue), assim como os próprios factores do foro procedimental /implícito, realçados pelos diferentes modelos e teorias de aquisição bilingue. O trabalho experimental conduzido, que incluia tarefas de repetição de palavras-estímulo mirandesas e portuguesas, de filiação idiomática, de tradução num e noutro sentido, bem como a explicitação verbal das diferenças detectadas entre a palavra-estímulo ouvida e a forma traduzida pela própria criança, revelou, na população sob escrutínio, uma acuidade metalinguística de facetas variadas muitíssimo assinalável. Mormente, verificou-se que as representações metalinguísticas relativas às unidades fonético-fonológicas destes idiomas tão escassamente diferenciados do ponto de vista estrutural não só estão claramente desenvolvidas nas crianças mirandesas à entrada na escola (refinando-se e complexificando-se, posteriormente, por via da própria experiência escolar e do contacto com o código escrito), como exercem duas importantes funcionalidades linguístico-comunicativas: (i) contribuem efectivamente para o reconhecimento de que o mirandês e o português são idiomas distintos com fisionomias próprias; (ii) constituem-se como um recurso compensatório claramente mobilizado para fazer face ao baixo nível de proficiência activa actualmente tida, por estes mirandeses mais jovens, em relação à língua minoritária ainda sobrevivente na sua comunidade.
Description: Tese de doutoramento em Letras, na área de Línguas e Literaturas Modernas (Linguística Aplicada) apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/708
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Português - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s) 50

420
checked on Sep 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.