Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/46954
Title: A avaliação da qualidade da intervenção formativa do programa Gerar Percursos Sociais à luz do modelo multinível de avaliação de Kirkpatrick
Authors: Santos, Laura 
Pinheiro, Maria do Rosário 
Santos, Sónia 
Keywords: Modelo Multinível de Avaliação de Kirkpatrick; Gerar Percursos Sociais; Acolhimento Residencial; Regulação Emocional; Jovens em perigo
Issue Date: Dec-2016
Project: Projet'Ar-te, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito do Programa Gulbenkian de Desenvolvimento Humano "Crianças e Jovens em Risco" 
Serial title, monograph or event: XIII Congresso SPCE: Fronteiras, diálogos e transições na educação
Place of publication or event: Escola Superior de Educação de Viseu
Abstract: O Projet’Ar-te, programa de intervenção psicossocial e socioeducativa, apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian (Programa Crianças e Jovens em Risco, Jovens em Acolhimento Institucional, (2012-2015), foi aplicado na Casa do Canto APDMF-CrescerSer, destinado a jovens em perigo. Tem como finalidade promover a autonomia das jovens, durante e após o acolhimento residencial, através da aplicação do Programa de Desenvolvimento de Competências para a Vida. Esta intervenção foca-se inicialmente na promoção da regulação emocional, com a aplicação do Gerar Percursos Sociais/GPS, programa de grupo estruturado que pretende aumentar a estabilidade emocional e promover a inserção social. Participaram neste programa 15 jovens, com uma média de 15 anos de idade (DP=1). A estratégia avaliativa da qualidade da intervenção formativa operacionalizou-se através de grelhas de observação de comportamento e desempenho preenchidas no final de cada sessão, uma ficha de avaliação da aprendizagem e mudança comportamental e um questionário de satisfação preenchido no final de cada um dos 5 módulos do programa. A leitura dos resultados, no âmbito do Modelo Multinível de Avaliação (Kirkpatrick & Kirkpatrick, 2005), revela ao nível da reação, um nível de satisfação elevado. Ao nível das aprendizagens e dos comportamentos de transferência de aprendizagem, verificou-se um aumento dos indicadores com o desenrolar da intervenção e um ligeiro e progressivo aumento das médias do indicador de flexibilidade cognitiva (objetivo da intervenção). Os resultados permitem concluir que a intervenção contribuiu para que as jovens adquirissem novas aprendizagens no domínio da regulação emocional e que as aplicassem noutros contextos de vida, adotando uma perspetiva mais flexível.
URI: http://hdl.handle.net/10316/46954
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CINEICC - Artigos e Resumos em Livros de Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat
XIII_SPCE_2016_atas.pdf44.17 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

563
checked on Jul 9, 2020

Download(s) 50

494
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.