Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/36446
Title: Análise da Dentição Mista
Authors: Luís, Ana Rita Garcia 
Orientador: Pereira, Sónia Margarida Alves
Vale, Francisco José Fernandes do
Keywords: Análise da dentição mista; Análise de Moyers; Tabelas de probabilidades; Equações de Tanaka-Jonhston
Issue Date: 2012
Abstract: RESUMO Introdução: A análise da dentição mista corresponde a uma etapa essencial da avaliação ortodôntica, constituindo uma ferramenta crucial ao diagnóstico de má oclusão por deficiência ou excesso de espaço. Esta consiste na avaliação do espaço disponível, nas arcadas dentárias, e do espaço necessário para acomodar os dentes definitivos que ainda não erupcionaram, que nesta fase são 2 pré-molares e um canino em cada hemi-arcada. A análise da dentição mista pode ser feita através de métodos preditivos ou radiográficos. Objectivos: Fazer uma revisão sobre os métodos de análise da dentição mista preditivos. Verificar se as tabelas de probabilidades de Moyers, nos percentis 50 e 75, e as equações de Tanaka-Johnston são métodos que se adequam à análise da dentição mista de uma amostra da população portuguesa. Materiais e Métodos: Foi efectuada uma pesquisa nas bases de dados da Pubmed/Medline, EBSCO, Google schoolar e ADA e foram selecionados 30 artigos e 2 livros. Para o estudo na população portuguesa seleccionaram-se 60 modelos de estudo de pacientes com dentição definitiva e foram efectuadas medições mésio-distais em todos os dentes, desde o dente 16 ao 26 e do 36 ao 46. Dos 60 modelos analisados, 2 foram excluídos e a amostra de validação passou a ser de 58. Posteriormente realizou-se uma análise estatística utilizando o programa MatLab e o Excel. Resultados: O método de Moyers pelo percentil 50 apresenta uma percentagem de erro superior a 1mm de 29%, o de Tanaka-Jonhston de 38% e o de Moyers pelo percentil 75 de 45%. O método de Moyers pelo percentil 75 e o de Tanaka-Johnston subestimam o valor real em mais de 1mm em cerca de 3% da amostra. Este último método sobrestima por mais de 1mm em 35% dos casos e o método de Moyers pelo percentil 75 em 42%. O método de Moyers pelo percentil 50 apresenta erros superiores a 1mm de 12% na subestimação e 17% na sobrestimação. Conclusões: Deste trabalho pode concluir-se que a análise da dentição mista através do método de Moyers pelo percentil 50 apresenta uma diferença superior a 1mm entre o valor previsto e o valor real inferior, relativamente aos outros métodos analisados. Este método também apresenta uma distribuição mais equilibrada dos erros superiores a 1mm na subestimação e na sobrestimação, sendo a percentagens inferiores quando comparadas com os outros métodos analisados. Conclui-se, portanto, que o método de Moyers, no percentil 50, é aquele que com mais confiabilidade pode ser aplicado na população portuguesa. Introduction: The mixed dentition analysis represents an essential stage of orthodontic assessment, providing a crucial tool in malocclusion diagnosis by deficiency or excess space. This analysis is the evaluation of available space in the dental arches, and the required space to accommodate the permanent non erupted teeth which, at this stage, are two premolars and a canine in each hemi-arch. The mixed dentition analysis can be made by predictive or radiographic methods. Objectives: Review the methods for predictive mixed dentition analysis. Check if the Moyers probability tables at the 50th and 75th percentile and the Tanaka-Johnston equations are suitable methods for the mixed dentition analysis in a sample of the Portuguese population. Materials and Methods: 60 models were selected for study patients and permanent teeth mesio-distal measurements were performed on all teeth, 16-26 and 36-46. Thereafter, a statistical analysis was performed using Matlab and excel programs. Results: The method of Moyers at the 50th percentile has an error rate greater than 1mm for 29% of the sample; Tanaka-Johnston, 38% and Moyers at the 75th percentile, 45%. The method of Moyers at the 75th percentile and Tanaka-Johnston underestimate the real value of 1mm in 3% of the sample. This last method overestimates more than 1mm in 35% of the cases and the method of Moyers at the 75th percentile, in 42%. The method of Moyers at the 50th percentile, presents errors greater than 1mm, only in 12% of the cases for underestimation and only in 17% of the cases for overestimation. Conclusions: From this study it can be concluded that the mixed dentition analysis by the method of the Moyers at the 50th percentile, presents a lower number of cases where the difference between the predicted and actual values is greater than 1mm, when compared with the other methods evaluated. Therefore, the method of Moyers at the 50th percentile is the one with higher reliability to be applied in Portuguese population.
Description: Trabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/36446
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Med. Dentária - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese - Análise da Dentição Mista.pdfTese - Análise da Dentição Mista646.23 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

962
checked on Sep 21, 2020

Download(s) 5

4,678
checked on Sep 21, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.