Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/33157
Title: Implicações do alcoolismo na dinâmica familiar
Authors: Lopes, Ana Filipa Heleno Pereira 
Orientador: Milheiro, Maria da Conceição
Silva, José Manuel
Keywords: Alcoolismo; Familia
Issue Date: 2016
Abstract: O objetivo deste trabalho assentou no estudo das implicações do alcoolismo na dinâmica familiar, através da revisão sistemática da literatura publicada de 2005 a 2014. Consequente de alterações genéticas e das interações com o meio ambiente, o alcoolismo apresenta importantes implicações na saúde do doente. Estas implicações estendem-se desde a esfera pessoal com consequências a nível orgânico, psíquico e comportamental, até à esfera profissional, social, jurídica e familiar. Na verdade, o alcoolismo deve ser visto tendo por base o modelo bio-psico-social, tornando-se essencial ter uma visão sistémica sobre o problema, com integração do nível cultural e do grupo social na abordagem física e psíquica da doença. Concluiu-se que o alcoolismo parece criar uma disrupção no ambiente familiar, associando-se a elevados níveis de conflito conjugal e perturbação de toda a dinâmica familiar. De facto, o alcoolismo é visto como um grande desestabilizador da relação conjugal, dada a associação com níveis elevados de violência doméstica (física e/ou verbal). Esta relação conjugal marcada pela falta de harmonia e afeto é encarada como uma potencial explicação para a dificuldade na transmissão dos afetos positivos à descendência, tendo implicações na qualidade da interação pai-filho. Consequentemente, este ambiente familiar instável parece contribuir para o desenvolvimento de comportamentos desajustados nas crianças, que se evidenciam como problemas de externalização, internalização e, em alguns casos, risco aumentado para o consumo abusivo de álcool.
The aim of this work was based on the study of the implications of alcoholism in the family dynamics, through the systematic review of the literature published from 2005 to 2014. Resulting from genetic changes and interactions with the environment, alcoholism has important implications for the patient's health. These implications extend from the personal sphere with the consequences organic, psychological and behavioral level, to professional, social, legal and family sphere. In fact, alcoholism should be seen based on the bio-psycho-social model, making it essential to have a systemic view of the problem with integration of cultural level and social group in the physical and mental approach of the disease. It was concluded that alcoholism seems to create a disruption in the family environment, with high levels of marital conflict and disruption of the whole family dynamic. In fact, alcoholism is seen as a great destabilizing of the marital relationship, given the association with high levels of domestic violence (physical and/or verbal). This marital relationship marked by lack of harmony and affection is viewed as a potential explanation for the difficulty in transmitting the positive affects to the offspring, having implications on the quality of the parent-child interaction. Consequently, this unstable family environment appears to contribute to the development of maladaptive behaviors in children, which are evident as externalizing problems, internalizing and, in some cases, increased risk for alcohol abuse
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina, área cientifica de Clínica Geral, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/33157
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Implicações do alcoolismo na dinâmica familiar.pdf480.3 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

964
checked on Sep 24, 2020

Download(s) 10

1,498
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.