Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31105
Title: Computational modelling of brain states
Authors: Vaz, Inês Isabel Geraldes 
Orientador: Ribeiro, Maria
Cabral, Joana
Keywords: Engenharia Biomédica; Ciências da Saúde; Modulação computacional; Cérebro; Física
Issue Date: Mar-2016
Citation: Vaz, Inês Isabel Geraldes / Computational modelling of brain states
Abstract: Actividades como dormir, descansar, meditar ou realizar uma tarefa exigem diferentes tipos e níveis de processamento de informação no cérebro. Em consequência, este órgão complexo parece adoptar diferentes modos de processamento que o dotam de características globais distintas. Numerosos estudos de imagiologia funcional têm vindo a caracterizar esses estados, incluindo as redes neuronais que lhes estão associadas, padrões de conectividade funcional e propriedades da teoria de grafos. Porém, os mecanismos que causam cada um destes estados, alterando a dinâmica espontânea do cérebro, permanecem uma questão fundamental em aberto na neurociência. Nesta tese, investigamos como alterações nas forças de ligação poderão contribuir para causar a mudança na dinâmica global do cérebro observável durante a realização de tarefas. Para tal, foi usado um modelo da actividade do cérebro em grande escala durante o repouso, em que é possível manipular a força das ligações entre regiões cerebrais. Tentámos compelir a actividade simulada a comportar-se como a encontrada na realização de tarefas, através da alteração de dois conjuntos diferentes de ligações, numa certa gama de valores de acoplamento. Essas ligações foram escolhidas com base em resultados empíricos que mostram alterações durante a execução de tarefas. vi Notavelmente, para valores específicos de acoplamento, as simulações de ambas as alterações nas forças de ligação foram capazes de reproduzir propriedades globais importantes, como uma diminuição na variabilidade da conectividade funcional, um aumento global da força dos nodos e alterações significativas na integração e na segregação funcional. Os nossos resultados não só sugerem dois mecanismos que poderão explicar as alterações na dinâmica global do cérebro observada no estado de tarefa, mas também realçam a capacidade da modelação computacional para sugerir hipóteses relevantes em relação ao funcionamento do cérebro em grande escala.
Description: Dissertação de Mestrado em Engenharia Biomédica apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/31105
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Física - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese final.pdf1.23 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

315
checked on May 20, 2022

Download(s)

94
checked on May 20, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.