Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/26903
Title: Das revoluções por cumprir às resistências (im)possíveis: jovens e percursos de violências em El Salvador e na Guiné-Bissau
Authors: Roque, Sílvia Andreia Mateus 
Orientador: Pureza, José
Keywords: Pós-guerra; Jovens; Violências; El Salvador; Guiné-Bissau; Post-war; Violences
Issue Date: 12-Mar-2014
Citation: ROQUE, Sílvia Andreia Mateus - Das revoluções por cumprir às resistências (im)possíveis : jovens e percursos de violências em El Salvador e na Guiné-Bissau. Coimbra : [s.n.], 2014. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/26903
Abstract: Esta tese questiona as perspectivas académicas e as práticas internacionais dominantes sobre contextos de pós-guerra, defendendo que estas se encontram centradas num pensamento binário que diferencia como categorias e períodos antinómicos guerra e paz, político e criminal, reprodução e resistência. Argumenta-se que esta visão redutora impede a compreensão da complexidade das relações, continuidades e mimetismos entre lógicas e períodos da guerra e a paz. Isto porque as perspectivas dominantes das Relações Internacionais, e mesmo dos Estudos da Paz e dos Conflitos, tendem, a ignorar múltiplas violências quotidianas assim como os percursos de produção de margens sociais e políticas e as suas reconfigurações ao longo da história; tendem, ao mesmo tempo, a veicular visões estereotipadas dos grupos nas margens do poder, nomeadamente os jovens de países e sociedades periféricas, e a constituí-los como ameaças para a segurança internacional, ignorando o sofrimento localizado e os percursos concretos de reprodução das violências; tendem ainda a secundarizar o papel de dinâmicas e actores internacionais na produção da violência, assim como a negligenciar uma análise das dinâmicas de resistência e de não-violência no quotidiano, privilegiando-se uma análise do comportamento dos actores formalmente entendidos como políticos. Pelo contrário, adopta-se nesta tese uma perspectiva alternativa de análise a partir de dois contextos distintos: El Salvador e Guiné-Bissau. Partindo das experiências e percepções de jovens não privilegiados, em contextos urbanos marcados por adversidades constantes, questiona a utilidade e pertinência dos enquadramentos de reflexão e de intervenção baseados na identificação entre pós-guerra, pós-crise e pós-violências e revela a permanência e incrustação da guerra, da crise e da violência no quotidiano. As vivências quotidianas de violência, de sofrimento e de impossibilidades nestes contextos reflectem fragmentos de guerra na paz, assim como fragmentos de resistência na reprodução da violência e da dominação. Reflectem, ainda, uma genealogia das violências e da distribuição do poder à qual não são alheios actores e políticas internacionais. Esta análise leva-nos assim a reconsiderar a distinção rígida entre velhas e novas violências, entre violência política e não política, entre actores políticos e não-políticos, entre agressores e vítimas, entre grupos mais e menos relevantes, entre local e internacional.
This thesis challenges the prevailing academic perspectives and international practices regarding post-war contexts. It sustains that these perspectives are based on a binary thinking that establishes opposite categories and periods such as war and peace, political and criminal, reproduction and resistance. This limited outlook, it is argued, prevents the thorough comprehension of the relations, continuities and mimesis that connect the periods and logics of war and peace. Therefore, mainstream International Relations and even some Peace and Conflict Studies perspectives tend to ignore the multiple forms of everyday violences as well as the processes of production of social and political margins and their reconfiguration throughout history. At the same time, these perspectives tend to propagate stereotyped views of the groups at the margins of power, namely of youngsters in peripheral countries and societies, and portray them as threats to international security, ignoring local suffering and the particular paths through which violences are reproduced. Furthermore, they also tend to overlook the role of international actors and dynamics in the production of violence and neglect the examination of the dynamics of resistance and nonviolence in everyday life, privileging instead an exploration of the behaviour of formal political actors. Conversely, this thesis adopts an alternative analysis approach, examining two distinct contexts: El Salvador and Guinea-Bissau. Drawing upon the experiences and perceptions of non privileged youth, in urban contexts characterised by continuous adversities, it questions the utility and the relevance of academic and intervention frameworks that tend to equate post-war with post-crisis and post-violences and rather reveals the permanence and pervasiveness of war, crisis and violence in everyday life. In these contexts, everyday experiences of violence, suffering and impossibility reveal fragments of war in peacetimes as well as fragments of resistance in the midst of violence reproduction and domination. Furthermore, these everyday violences reveal a genealogy of violences and of power distribution, which are also influenced by international actors and policies. Finally, this analysis leads us to reconsider the rigid distinctions between old and new violences, political and non-political violence, political and non-political actors, perpetrators and victims, more relevant groups and less relevant groups, the local and the international.
Description: Tese de doutoramento em Relações Internacionais, Política Internacional e Resolução de Conflitos, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/26903
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Doutoramento
UC - Teses de Doutoramento
I&D CES - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Das revoluções por cumprir às resistências.pdfTese de Doutoramento RI20 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

360
checked on Aug 2, 2022

Download(s)

192
checked on Aug 2, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.