Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/25936
Title: Gestão emocional em equipas de saúde em oncologia
Authors: Barata, Ema Maria Martins Amaro 
Orientador: Carvalho, Carla Maria Santos de
Keywords: Emoções; Stresse emocional; Gestão de emoções; Equipas de saúde; Organizações
Issue Date: 2008
Serial title, monograph or event: Gestão emocional em equipas de saúde em oncologia
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O contexto hospitalar oncológico apresenta características particulares referentes a estados emocionais, quer para os profissionais que realizam funções nesta unidade de saúde, quer para os utentes que com eles interagem e que recorrem aos seus serviços. Usando a uma metodologia qualitativa, realizaram- se seis entrevistas a profissionais de saúde, abarcando três classes profissionais (médicos, enfermeiros e auxiliares de acção médica), as quais foram posteriormente sujeitas a uma análise de conteúdo. Com esta metodologia pretendíamos conhecer as percepções, representações e atribuições individuais significativas, relativamente à gestão das emoções no trabalho, que pudessem estabelecer algumas pistas conducentes à elaboração de propostas de implementação de soluções de apoio à regulação emocional dos profissionais de saúde. O conteúdo analisado leva-nos a crer que o desenvolvimento da consciência sobre os estados emocionais, um suporte de qualidade e o desenvolvimento de actividades adequadas, podem revelar-se de grande importância. Referimo-nos concretamente à percepção de segurança e profissionalismo, à melhoria do desempenho profissional e satisfação no trabalho, ao estabelecimento e/ou manutenção de um ambiente estável e tranquilo, ao controlo ou regulação emocional, à redução do stresse emocional, à manutenção da auto-estima dos profissionais e dos utentes e à melhoria global do desempenho organizacional.
The oncologic hospital context presents particular characteristics related to emotional states, both for professionals who perform functions in the plant health or to users who interact with them and who require their services. Using a qualitative methodology, there has identified six interviews with health professionals, covering three professional classes (doctors, nurses and assistants of medical action), which were subsequently subjected to an analysis of content. With this methodology we expected to know the perceptions, representations and significant individual responsibilities in relation to the management of emotions at work, which could provide some clues leading to the development of proposals for implementation of solutions to support emotional regulation of health professionals. The content analysis leads us to believe that the development of awareness about the emotional states, a medium-quality and the development of appropriate activities, may prove to be of great importance. These factors are precisely the perception of safety and professionalism, to improve work performance and satisfaction at work, the establishment and / or maintenance of a stable and peaceful environment, control or emotional regulation, reduction of emotional stress, the maintenance of self-esteem of professionals and users and the overall improvement of organizational performance.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia, especialização em Psicologia do do Trabalho e das Organizações, apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/25936
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ema Barata.pdf1.46 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

245
checked on Oct 19, 2021

Download(s)

58
checked on Oct 19, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.