Title: Deficiência e parentalidade: A influência das perceções de contribuições positivas dos pais na sobrecarga percebida e qualidade de vida
Authors: Albuquerque, Sara 
Pereira, Marco 
Fonseca, Ana 
Canavarro, Maria Cristina 
Keywords: Deficiência;Parentalidade;Contribuições positivas;Sobrecarga;Qualidade de vida
Issue Date: Jul-2013
Publisher: Universidade do Algarve
Abstract: Numa situação indutora de stresse é possível experienciar eficácia e mestria, através da mudança do foco de atenção para os recursos e para os aspetos positivos. A deficiência de um filho não é exceção e alguns estudos identificam efeitos positivos desta situação. No presente estudo pretende-se avaliar a influência das perceções de contribuições positivas dos pais de crianças com um diagnóstico de deficiência na sua sobrecarga percebida e qualidade de vida (QdV). A amostra foi constituída por 86 participantes (43 casais), pais de crianças com um diagnóstico de deficiência. O protocolo de avaliação incluiu o Kansas Inventory of Parental Perceptions (KIPP), a Escala de Impacto Familiar (EIF) e o instrumento de avaliação de QdV da Organização Mundial de Saúde (WHOQOL-Bref). Os resultados mostraram a existência de diferenças significativas entre as mães e os pais, sendo que as mães apresentaram valores mais elevados de perceções de contribuições positivas. A perceção das contribuições positivas associou-se significativamente sobretudo na adaptação materna, ao nível da QdV, e perceção de sobrecarga. Quanto à adaptação paterna, verificou-se uma associação negativa entre o fator aprendizagem através da experiência, QdV geral, e impacto familiar e sobrecarga financeira. Em ambos pais e mães o fator felicidade e realização mostrou-se associado a melhor perceção de QdV e menor impacto familiar. Relativamente à influência das perceções de contribuições positivas de um progenitor na adaptação do outro, verificámos que, globalmente, perceções positivas paternas se encontrava positivamente associada a QdV e sobrecarga maternas. A perceção de contribuições positivas realça-se como um determinante parental importante na sua adaptação ao diagnóstico de deficiência do filho. A delineação de estratégias que reforcem o desenvolvimento de perspetivas positivas pode ser o ponto inicial da intervenção por parte dos profissionais no apoio a estas famílias.
URI: http://hdl.handle.net/10316/23634
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Artigos em Livros de Actas
I&D CINEICC - Artigos e Resumos em Livros de Actas

Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.