Title: Modelo de manutenção de estados emocionais negativos na artrite reumatóide
Authors: Costa, Joana Alexandra dos Santos 
Orientador: Gouveia, José Augusto Pinto
Keywords: Dor crónica
Issue Date: 2011
Citation: COSTA, Joana Alexandra dos Santos - Modelo de manutenção de estados emocionais negativos na artrite reumatóide. Coimbra : [s.n.], 2011
Abstract: Os limites pouco de!nidos entre os sintomas físicos e a experiência subjectiva da dor, permitiram demonstrar a ine!cácia das abordagens biomédicas mas também enunciar várias barreiras na investigação do fenómeno no âmbito dos modelos biopsicossociais. As múltiplas linhas de investigação desenvolvidas têm suscitado controvérsia no que respeita à aparente sobreposição versus selecção dos modelos. A necessidade de abordagens teóricas e empíricas integrativas tornou-se evidente, com a proliferação da investigação e dos programas de intervenção. Assim, a literatura tem reforçado a importância de uma abordagem eficaz, que possibilite a identificação dos elementos comuns às várias abordagens mas também a contribuição específica de cada abordagem alternativa, dentro de um modelo integrativo que suscite a promoção do ajustamento às patologias que cursam com dor crónica. O presente trabalho de investigação propôs-se estudar este domínio conceptual. Pretendemos assim compreender porque alguns indivíduos com dor desenvolvem múltiplas limitações a vários níveis enquanto outros não desenvolvem; e também compreender porque alguns indivíduos com dor e com limitação física tendem a desenvolver quadros depressivos enquanto outros não desenvolvem. As hipóteses especí!cas a respeito de cada domínio e das inter-relações entre eles foram identficadas e abordadas num estudo de carácter longitudinal. A revisão das questões conceptuais e metodológicas relevantes em cada domínio possibilitou o desenvolvimento de uma análise teórica das diferenças e semelhanças entre as duas áreas de investigação bene!ciando as potencialidades de cada área numa abordagem integrativa. A relevância das abordagens cognitivo-comportamentais de 3ª geração assentes nos processos de aceitação e de mindfulness foi demonstrada, e reforçou a mudança da função e do contexto do fenómeno interno, promovendo a alteração da relação que o indivíduo tem com os seus pensamentos, sentimentos e sensações.As evidências ressaltam o papel de elevados níveis de evitamento experiencial/baixos níveis de aceitação, como factor tóxico no funcionamento físico e emocional dos indivíduos com AR. Assim, o desafio da investigação neste contexto assenta na análise das funções da dor, como a dor é psicologicamente experienciada e os seus efeitos nas outras experiências emocionais e nos comportamentos.
The poorly defined boundaries between physical symptoms and subjective experience of pain have demonstrated the ineffectiveness of biomedical approaches but also spell out several barriers in the investigation of the phenomenon within the biopsychosocial model. Multiple lines of research have attracted controversy developed regarding the apparent overlap versus selection models. The need of a theoretical and an empirical integrative model became evident with the proliferation of research and intervention programs. "e literature has reinforced the importance of an effective approach, allowing identification of the elements common to various approaches but also the specifc contribution of each alternative approach, within an integrative model that gives rise to the promotion of the adjustment to the pathology that presents with pain chronic. The present research proposed to study this conceptual domain. So, we want to understand why some individuals develop pain with multiple constraints at various levels while others do not develop, and also understand why some individuals with pain and physical limitations tend to develop depression while others do not develop. The specific assumptions about each domain and the interrelations between them have been identified and addressed in a longitudinal study. A review of conceptual and methodological issues relevant to each area allowed the development of a theoretical analysis of the differences and similarities between the two research areas benefiting from the potential of each area on an integrative approach. The relevance of the 3rd generation cognitive-behavioral approaches based on the processes of acceptance and mindfulness has been demonstrated and reinforced the change of the function and the context of the phenomenon, promoting a change in the relationship that the individual has with their thoughts, feelings and sensations. The evidence underscores the role of high levels of experiential avoidance/low levels of acceptance as a toxic factor in physical and emotional functioning of individuals with RA. Thus, the challenge of research in this context is based on the analysis of the functions of pain, how pain is psychologically experienced and its effects on other emotional experiences and behaviors.
Description: Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Clínica), apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/17796
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
- Joana Costa 2011 TD.pdfDocumento principal3.05 MBAdobe PDFView/Open
- Joana Costa 2011 Anexos.pdfAnexos1.92 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.