Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15975
Title: Jovens adultos e famílias: percepção do coping e qualidade de vida familiar: Um estudo exploratório
Authors: Reis, Paula Maria Dinis dos 
Orientador: Lourenço, Madalena
Keywords: Jovem adulto; Coping familiar; Qualidade de vida familiar
Issue Date: 2008
Serial title, monograph or event: Jovens adultos e famílias: percepção do coping e qualidade de vida familiar: um estudo exploratório
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O presente estudo exploratório pretende avaliar as eventuais relações existentes entre as variáveis género, idade, meio de residência, habilitações literárias, nível socio-económico e religião, e a forma como o jovem adulto percepciona a qualidade de vida familiar e as estratégias de coping familiares. A recolha de dados realizou-se através de entrevistas individuais e estruturadas, tendo como suporte dois questionários, nomeadamente o Qualidade de Vida e as Escalas de Avaliação Pessoal Orientadas para a Crise em Família (F-COPES). Os resultados não mostraram influência das variáveis idade, habilitações literárias e nível socio-económico no que respeita às estratégias de coping utilizadas pelos jovens adultos deste estudo. Pelo contrário, as variáveis género, meio de residência e religião parecem influenciar essas mesmas estratégias. Relativamente à percepção da qualidade de vida familiar, das variáveis em estudo apenas o nível socioeconómico parece não a influenciar. Este estudo poderá ser um importante ponto de partida para futuras investigações sobre o modo como os jovens adultos percepcionam o coping e a qualidade de vida familiar.
The present exploratory study pretends to evaluate the eventual existence of relations between variables gender, age, means of residency, academic formation, socioeconomic status and religion, and the way that the young adults forsee the family quality of life and the family coping strategies. All these subjects answered two questionnaires, namely the Qualidade de Vida and the Escalas de Avaliação Pessoal Orientadas para a Crise em Família (F-COPES). The results did not show the influence of the variables age, academic formation and socioeconomical status regarding the strategies of coping used by the young adults of this study. Nevertheless, the variables gender, means of residency and religion seem to influence those same strategies. Relatively to the perception of family life quality, of the variables studied only the socioeconomical status seems not to influence. This study could be an important starting point for future investigations about the way how young adults perceive coping and the family quality of live
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, sub-área de especialização em Sistémica, Sáude e Família apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/15975
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s)

58
checked on Sep 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.