Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/100953
Title: “O monopólio da cabo-verdianidade”: A morte do ouvidor (2010), de Germano Almeida, e o desafio de recontar o passado
Other Titles: "The Cape Verdeanness monopoly": The Death of the Magistrate (2010) by Germano Almeida, and the challenge of recounting the past
Authors: Silva, Paulo Victor Alves Lima da 
Wieser, Doris 
Keywords: romance histórico; Cabo Verde; identidade; metaficção
Issue Date: 2021
Serial title, monograph or event: Veredas
Issue: 35
Abstract: Analisando o romance A morte do ouvidor (2010), de Germano Almeida, este artigo propõe compreender o exercício de recontar o passado como resposta às demandas pós-coloniais de domínio e consciência sobre a história e como uma maneira de questionar e reformular as noções de identidade cultural em Cabo Verde. Ao observar os recursos historiográficos e metaficcionais mobilizados no romance para montar a trajetória do coronel António de Barros Bezerra de Oliveira, buscase perceber como os dois eixos em que se articula o romance exploram o passado e o presente de forma crítica, irônica e fragmentada, e abrem caminho para afirmar o “ser cabo-verdiano” e a possibilidades de novos posicionamentos.
URI: http://hdl.handle.net/10316/100953
ISSN: 2183-816X
DOI: 10.24261/2183-816x0435
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Português - Artigos em Revistas Internacionais

Show full item record

Google ScholarTM

Check

Altmetric

Altmetric


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons