Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/1004
Title: O diálogo sujeito-objecto na produção de novas coordenações cognitivas: Contributo para o estudo e aprofundamento da concepção interaccionista
Authors: Simões, Maria da Conceição Taborda 
Orientador: Silva, José Ferreira da
Keywords: Psicologia do Desenvolvimento
Issue Date: 6-Mar-1990
Abstract: Trata-se de um trabalho que pretende contribuir para o estudo e aprofundamento da concepção interaccionista, quer em termos de investigação teórica, quer em termos de investigação empírica e factual. Em análise está a teoria de Jean Piaget, nomeadamente a insuficiência do tratamento a que o interaccionismo aí foi votado. Assim, no plano teórico, depois de analisadas, ao longo do Capítulo I, as condições de que a Psicologia genética dispõe para esclarecer os problemas relativos à génese da inteligência, surge a exposição e reexame crítico das teses piagetianas. A evolução que estas teses sofreram foi contemplada no Capítulo II. Pretendeu-se ainda averiguar, no Capítulo III, a razão ou as razões que terão levado Piaget a simplificar o papel do objecto, privilegiando, apesar do seu ideal interaccionista, o papel do sujeito na estruturação dos conhecimentos. Para tanto, adere-se à hipótese nos termos da qual a luta contra o empirismo pode estar na origem da simplificação postulada e procura compreender-se o ponto de vista daquele autor à luz da influência exercida no seu pensamento, quer pela filosofia crítica de L. Brunschvicg, quer pela psicologia construtivista de P. Janet. Enfim, no Capítulo IV, apresenta-se o balanço das investigações que, realizadas sob inspiração da teoria piagetiana, contribuiram para o aprofundamento da perspectiva interaccionista. São, em particular, abordados os estudos interculturais, as experiências sobre a aprendizagem operatória, as pesquisas sobre a resolução de problemas, as investigações de Doise, Mugny e Perret-Clermont, bem como o trabalho que J.-J. Ducret consagrou à " formação dos conhecimentos e do sujeito do conhecimento". No plano prático, retoma-se o problema da interacção sujeito-objecto, aceitando o desafio de pôr em evidência, através de situações experimentais adequadas, a eventual função estruturante do pólo objecto na construção de novas coordenações cognitivas. Perfilhando, contudo, as teses construtivista e interaccionista, o que se pretende sublinhar é que, em determinados momentos do desenvolvimento e sob certas condições, o diálogo com o objecto pode favorecer a aquisição de novas condutas cognitivas. A concretização da hipótese formulada implicou, entretanto, a redefinição dos conceitos de sujeito, de objecto e até do próprio conceito de interacção. Esta redefinição, assim como a organização das experiências, a metodologia e outros aspectos, incluindo os critérios de selecção dos sujeitos e as normas que orientam a análise dos resultados, integram o Capítulo V. Os Capítulos VI, VII e VIII são, por sua vez, consagrados à apresentação das provas e discussão dos resultados, os quais tendem a confirmar a importância do diálogo sujeito-objecto na produção de novas coordenações cognitivas.
Description: Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Clínica) apresentada à Fac. de Psicologia e de Ciências da Educação da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/1004
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

162
checked on Sep 29, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.