Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/98550
Title: Características dissociativas de doentes com diabetes mellitus tipo 2 controlados e não controlados na região Interior Centro de Portugal
Other Titles: Dissociative characteristics of controlled and uncontrolled type 2 diabetes mellitus patients in the Interior Center of Portugal
Authors: Teles, Afonso João Pimentel
Orientador: Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Características dissociativas; Cuidados de Saúde Primários; Diabetes mellitus tipo 2; Portugal; Dissociative characteristics; Portugal; Primary Health Care; Type 2 Diabetes mellitus
Issue Date: 5-Nov-2020
Serial title, monograph or event: Características dissociativas de doentes com diabetes mellitus tipo 2 controlados e não controlados na região Interior Centro de Portugal
Place of publication or event: Faculdade de Medicina, Universidade de Coimbra, Portugal
Abstract: Introdução: Não existem dados concretos relativamente às características dissociativas de doentes com diabetes mellitus (DM) tipo 2 controlados e não controlados em Portugal. Tal conhecimento poderá ajudar a um melhor trabalho com os pacientes que sofrem desta patologia.Objetivo: Identificar características que dissociem doentes com DM tipo 2 controlados e não controlados na área geográfica do Interior Centro de Portugal.Material e métodos: Estudo observacional, transversal, aleatório com reposição e representativo da dimensão da população com DM tipo 2 em Cuidados de Saúde Primários (CSP), da Guarda e Covilhã, colhidos por médicos indicados pelas respetivas unidades prestadoras de cuidados de saúde. Variáveis: grupo etário, sexo, raça, tipo de família, classe Graffar, nível socioeconómico, escolaridade, classe socioeconomic deprivation index (SEDI), fumador, tipo de antidiabético, complicações macrovasculares, complicações microvasculares, medicamentos diabetogénicos, quais os medicamentos diabetogénicos, número de pessoas do agregado familiar, índice de massa corporal (IMC), perímetro abdominal, número de consultas no último ano, ano da data de diagnóstico, ano de início das consultas e número de antidiabéticos tomados. Realizou-se estatística descritiva e inferencial.Resultados: Estudados 140 doentes, 55,5% homens. Verificou-se que estavam independentemente associadas ao controlo da DM tipo 2 uma idade igual ou superior a 65 anos (p <0,001), classes SEDI mais altas (p =0,006), ser não fumador (p <0,001), o tipo de antidiabético prescrito (p <0,001), um menor número de pessoas no agregado familiar (p =0,001) e um menor número de medicamentos antidiabéticos prescritos (p <0,001).Discussão: Sem dados com os quais comparar os presentes é importante conhecer estas características, de forma a fazer uma intervenção terapêutica ajustada e direcionada às especificidades de cada doente que permitirá diminuir a incidência de complicações resultantes desta patologia. As características intrínsecas de cada pessoa sofrendo de diabetes tipo 2 devem ser estudadas de forma a melhorar a qualidade dos cuidados.Conclusão: Os fatores revelados implicam uma atuação mais direcionada e a necessidade de alterações quer na prática clínica quer nos instrumentos de registo eletrónico que devem ser melhorados e tornados mais esclarecedores.
Background: There are no specific data regarding the dissociative characteristics of controlled and uncontrolled type 2 DM patients in Portugal. Such knowledge can help a better work with the patients who suffer from this pathology.Aim: Identify characteristics that dissociate patients with controlled and uncontrolled type 2 DM in the Interior Center geographical area of Portugal.Methodology: Observational, cross-sectional, randomized study with replacement and representative of the size of the population with type 2 DM in primary health care, from Guarda and Covilhã, collected by doctors appointed by the respective health care units. Variables: age group, sex, race, type of family, Graffar class, socioeconomic level, education, SEDI class, smoker, type of antidiabetic, macrovascular complications, microvascular complications, diabetogenic drugs, which diabetogenic drug, number of people in the household, BMI, abdominal circumference, number of consultations in the last year, year of diagnosis date, year of beginning of consultations and number of antidiabetics taken. Descriptive and inferential statistics were performed.Results: 140 patients were studied, 55.5% men. It was found that being 65 years or older (p <0,001), higher SEDI classes (p =0,006), being a non-smoker (p <0,001), the type of antidiabetic agent prescribed (p <0,001), a smaller number of people in the household (p =0,001) and a smaller number of prescribed antidiabetic drugs (p <0,001) were independently associated with type 2 DM control. Discussion: Without data with which to compare those present, it is important to know these characteristics in order to make a therapeutic intervention adjusted and directed to the specificities of each patient. This will reduce the incidence of complications resulting from this pathology. The intrinsic characteristics of each person suffering from type 2 diabetes should be studied in order to improve the quality of care.Conclusion: The revealed factors imply a more targeted action and the need for changes both in clinical practice and in the electronic registration instruments that must be improved and made more enlightening.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/98550
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Trabalho Final do MIM - Afonso João Pimentel Teles.pdf858.02 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

17
checked on Aug 5, 2022

Download(s)

26
checked on Aug 5, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons