Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/98549
Title: Síndrome Radiológica Isolada em idade pediátrica: o modelo clínico ideal para o estudo da remielinização?
Other Titles: Pediatric Radiologically Isolated Syndrome: the ideal clinical model for studying remyelination?
Authors: Silva, Joana Almada
Orientador: Palavra, Filipe Manuel Farto
Keywords: Síndrome radiológica isolada; Esclerose múltipla; Crianças; Adolescentes; Remielinização; Radiologically isolated syndrome; Multiple Sclerosis; Children; Adolescents; Remyelination
Issue Date: 1-Jun-2021
Serial title, monograph or event: Síndrome Radiológica Isolada em idade pediátrica: o modelo clínico ideal para o estudo da remielinização?
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: A Síndrome Radiológica Isolada (RIS) corresponde a uma situação clínica em que são identificadas em exames de imagem, nomeadamente de ressonância magnética (RM), lesões de características desmielinizantes consideradas típicas de esclerose múltipla (EM), sem que o indivíduo tenha tido, em algum momento, qualquer manifestação clínica a elas atribuível. Por este motivo, é a RIS habitualmente considerada como uma fase pré-sintomática da EM, o que a torna um alvo de investigação extremamente apetecível, no sentido de se modificar o risco de que se venha a desenvolver essa mesma doença. A RIS pode ser diagnosticada em idade pediátrica, mas são extremamente escassos os dados existentes sobre esta condição, de manifestação tão precoce na vida. Neste trabalho, far-se-á uma revisão narrativa sobre a RIS em idade pediátrica, refletindo-se criticamente sobre o benefício do seu estudo, particularmente para o (eventual) desenvolvimento de estratégias terapêuticas promotoras da remielinização e neuroprotecção. .
Radiologically Isolated Syndrome (RIS) is a condition in which imagiological findings suggestive of demyelination, specifically multiple sclerosis, are seen in neurologically asymptomatic individuals. Hence, RIS is usually referred to as a pre-symptomatic stage of multiple sclerosis, making it an interesting research object, with the goal of modifying the risk of subsequent evolution to that demyelinating disease. RIS can be diagnosed in children and adolescents, but the data available on this condition for this age range is still scarce. This review on pediatric RIS focuses on the benefit of its research, specifically aiming at the eventual development of therapeutic interventions that, in the future, will eventually promote remyelination and neuroprotection. .
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/98549
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Joana Silva (final).pdf474.7 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

11
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

28
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons