Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/98459
Title: Impacto da COVID-19 nas urgências urológicas
Other Titles: COVID-19 impact on urologic emergencies
Authors: Leal, Mário António Ferreira Esteves da Silva
Orientador: Figueiredo, Arnaldo José Castro
Silva, Edgar Miguel Calvo Loureiro Tavares
Keywords: COVID-19; Pandemia; Urgência; Urologia; COVID-19; Pandemic; Emergency; Urology
Issue Date: 8-Jun-2021
Serial title, monograph or event: Impacto da COVID-19 nas urgências urológicas
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra / CHUC
Abstract: In December 2019, there was identified an unknown origin pneumonia cause by a new strain of a coronaviridae virus, the SARS-CoV-2 that rapidly spread throughout the world. A global pandemic state was declared in March 2020 by the World Health Organization, that also named the disease caused by this virus COVID-19. It is still unkown the full range of damage that this pandemic caused in all the different health departments.This project had as main objectives to study the indirect effects of this pandemic in the Emergency Department of Urology in Centro Hospitalar Universitário de Coimbra (CHUC). In order to do that, the emergency events of April 2019 and April 2020 were studied and compared. For a better understanding of this effect, the emergencies were grouped according to a definiton of general emergency (GE) and urologic emergency (UE).During this pandemic there was a reduction of 47.9% of total emergency events (568 in 2019 and 296 in 2020). On the other hand, UE increased from 2019 to 2020, from 37.1% to 45.6% (p<0.05). There was also a significant difference between the two years in the distribution of patients according to health region origin, motives, interventions and discharges (p<0.05). The patients with UE had a higher mean age, higher mean PCR value and higher creatinine value in comparison with GE patients (p<0.05). There was also a higher proportion of patients with GE coming directly to CHUC and higher proportion of patients from other health regions in patients with UE (p<0.05).This project revealed that during the pandemic there was a decrease in emergencies but mostly because there were less GE in proportion. It was also possible to better comprehend the indirect effects of this COVID-19 pandemic in the population that seeked emergent medical help. It would be important to extend this study to other hospitals to understand if these findings were merely local or not.
Em Dezembro de 2019 foi identificada em doentes com pneumonia de origem desconhecida uma nova estirpe de vírus da família Coronaviridae, o SARS-CoV-2, que rapidamente se difundiu. Em Março de 2020 foi declarado o estado de pandemia pela Organização Mundial de Saúde e foi designada Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) a doença provocada por esta estirpe. Ainda não se compreende totalmente os efeitos desta pandemia em todos os sectores da Saúde.Este trabalho teve como principais objectivos investigar os efeitos indirectos da pandemia COVID-19 no Serviço de Urgência de Urologia do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra (CHUC). Para tal, foram estudados e comparados os episódios de urgência nos meses de Abril de 2019 e Abril de 2020. Para melhor compreensão do efeito da pandemia, foram ainda agrupadas as urgências de acordo com a definição de urgência geral (UG) e verdadeira urgência urológica (VUU). Durante a pandemia houve uma redução de 47.9% de episódios de urgência (568 em 2019 para 296 em 2020). Por outro lado, a proporção de VUU aumentou de um ano para o outro, passando de 37.1% para 45.6% (p<0.05). Houve ainda uma diferença significativa entre os dois anos na distribuição dos doentes de acordo com a área de saúde, motivo de ida às urgências, tipo de intervenção realizada e destino da alta (p<0.05). Os doentes com VUU apresentaram uma idade média superior e valores médios superiores de PCR e creatinina em comparação aos doentes com UG (p<0.05). Existiu uma maior proporção de UG vindas do CHUC enquanto que as VUU vieram mais das restantes áreas de saúde (p<0.05). Este trabalho revelou que durante a pandemia houve uma menor procura de cuidados urgentes em urologia mas principalmente à custa de UG e não de VUU. O trabalho contribuiu também para uma melhor compreensão dos efeitos indirectos que a pandemia causada por COVID-19 teve nas características da população que recorreu às urgências. Seria importante uma exploração mais alargada da experiência dos restantes hospitais das áreas de saúde em estudo a fim de perceber se o fenómeno foi regional ou nacional.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/98459
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESEMIM_MarioEstevesLeal.pdf450.41 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

43
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

21
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons