Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/98332
Title: Características Dissociativas de Doentes com Diabetes Mellitus tipo 2 Controlados e Não Controlados na Região Litoral do Centro de Portugal
Other Titles: Dissociative Characteristics of Patients with Controlled and Uncontrolled Type 2 Diabetes Mellitus in the Coastal Region of Central Portugal
Authors: Rolinho, Miguel de Abreu
Orientador: Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Diabetes Mellitus; Controle; Registos Eletrónicos; Características; Cuidados de Saúde Primários; Diabetes Mellitus; Control; Electronic Registrations; Characteristics; Primary Care Health Centres
Issue Date: 10-Nov-2020
Serial title, monograph or event: Características Dissociativas de Doentes com Diabetes Mellitus tipo 2 Controlados e Não Controlados na Região Litoral do Centro de Portugal
Place of publication or event: FMUC - Portugal
Abstract: Introduction: Diabetes is a major cause of death and, in addition to the human suffering caused by its complications, both in the patient and his/her family, the economic costs are important. In the centre region of Portugal, the proportion of patients diagnosed with diabetes in primary care health centres has been increasing, and since there is no concrete data regarding the dissociative characteristics of patients with controlled and uncontrolled diabetes in Portugal, this study aimed to identify such characteristics in the coastal region of the centre region of Portugal, in particular, in the geographical area of Coimbra.Methods: Observational, cross-sectional, randomized study with replacement and size representative of the population with type 2 diabetes in primary care health centres. Variables: age, sex, race, type of family, Graffar and SEDI, level of education, BMI, abdominal circumference, smoking, number of follow-up visits for diabetes in the last year, time since the beginning of the follow-up, mean value of the last two measurements of HbA1c, number of antidiabetic drugs, type of antidiabetic drugs, macro and microvascular complications and concomitant prescription of diabetogenic drugs. Descriptive and inferential statistical analysis.Results: 190 patients were studied, 49.7% were male and 31.6% were under 65 years of age. The statistically significant variables for glycaemic control were: being aged more than 65, the type of antidiabetic drug, the shorter number of people in the household, lowest BMI, smaller number of follow-up visits per year and the lowest number of antidiabetic drugs prescribed.Discussion: In unprecedented results a possible bias factor was the fact that the control limits for HbA1c are different depending on the age group. There is space for improvement to the support provided to diabetic patients in the Portuguese National Health Service.Conclusion: It was possible to identify groups that need better attention by health care professionals, as well as, to identify flaws in the Portuguese health system.
Introdução: A Diabetes Mellitus constitui uma das principais causas de morte e, para além do sofrimento humano que as complicações relacionadas com a doença causam nas pessoas com Diabetes e nos seus familiares, os custos económicos são importantes. Na Região Centro, a proporção de utentes com diagnóstico de diabetes, registados nos Cuidados de Saúde Primários, tem vindo aumentar e, uma vez que não existem dados concretos relativamente às características dissociativas de doentes com Diabetes Mellitus controlados e não controlados em Portugal, o presente trabalho tem como objetivo identificar tais características na região litoral do centro de Portugal, em concreto, na área geográfica de Coimbra.Materiais e Métodos: Estudo observacional, transversal, aleatório com reposição e representativo da dimensão da população com Diabetes Mellitus tipo 2 em Unidades de Medicina Geral e Familiar especificamente convidadas. Variáveis: idade, sexo, raça, tipo de família, classe Graffar e SEDI, escolaridade, IMC, perímetro abdominal, tabagismo, número de consultas de seguimento pela Diabetes Mellitus no último ano, tempo de seguimento e consultas, valores das duas últimas medições de HbA1c, número de medicamentos antidiabéticos, tipo de medicamentos antidiabéticos, complicações microvasculares, complicações macrovasculares e toma de medicamentos diabetogénicos. Análise estatística descritiva e inferencial.Resultados: Estudados 190 doentes, 49.7% do sexo masculino e 31.6% tinham menos de 65 anos de idade. As variáveis estatisticamente significativas para o controlo glicémico foram: idade superior a 65 anos, o tipo de medicamento antidiabético, o menor número de pessoas do agregado familiar, o menor IMC, o menor número de consultas por ano e o menor número de antidiabéticos prescritos.Discussão: Um possível fator de viés é o facto de os limites de controlo para a HbA1c serem diferentes consoante o grupo etário. Há espaço para melhorar o apoio prestado ao doente diabético no Serviço Nacional de Saúde Português, sendo estes resultados inéditos.Conclusão: Foi possível identificar, desde já, grupos que carecem de melhor atenção por parte dos profissionais de saúde, bem como, identificar falhas no sistema de saúde.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/98332
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Trabalho Final Miguel Rolinho.pdf485.32 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

10
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

10
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons