Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/98327
Title: Eritema Pigmentado Fixo: uma revisão sistemática
Other Titles: Fixed Pigmented Erythema: a systematic review
Authors: Pereira, Joana Rita Antunes
Orientador: Gonçalo, Maria Margarida Martins
Keywords: eritema pigmentado fixo; reação adversa medicamentosa; hipersensibilidade medicamentosa; fixed pigmented erythema;; fixed drug eruption;; adverse drug reaction;; drug hypersensitivity
Issue Date: 25-May-2021
Serial title, monograph or event: Eritema Pigmentado Fixo: uma revisão sistemática
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Centro Hospitalar Universitário de Coimbra
Abstract: Introdução: O eritema pigmentado fixo (EPF) é um tipo de reação adversa cutânea tardia, habitualmente medicamentosa, que se caracteriza pela presença de lesões na pele ou mucosas que, em casos de exposição repetida ao agente causal, reaparecem na mesma localização (fixas). Representa 16-21% de todas as manifestações adversas cutâneas a drogas (fármacos ou químicos) e manifesta-se pela presença lesões eritematosas ou eritemato-violáceas, redondas ou ovaladas, placas edematosas ou mesmo bolhas, cujo tamanho varia entre o de uma moeda ou de uma palma. As lesões surgem 1 a 2 semanas após exposição ao agente etiológico e, sobre reexposição, recidivam em cerca de 24 horas, resolvendo em alguns dias com pigmentação residual. O diagnóstico de EPF conta com vários métodos complementares, sendo a alternativa mais segura, simples e reprodutível a realização dos testes de patch. Objetivos: Revisão bibliográfica da literatura científica atual, com especial enfoque na epidemiologia, etiopatogenia e importância dos testes complementares de diagnóstico do EPF nas suas formas de apresentação localizada e generalizada. Pretende a distinção do ponto de vista conceptual e prognóstico de ambas, bem como a realização de uma análise comparativa quantitativa. Métodos: Foi utilizada a base de dados MEDLINE-PubMed e foram revistos artigos originais e de revisão bibliográfica publicados entre 2004 e 2021. Foram eleitos artigos sobre uma amostra populacional adulta (idade ≥ 18 anos), de ambos os géneros, em que foram aplicados no estabelecimento do diagnóstico de EPF estudos complementares e, ou, escalas, cujos resultados corroboraram a hipótese de diagnóstico estabelecida.Resultados: Em Portugal, 3,5% dos doentes com reações adversas cutâneas foram diagnosticados com EPF, sendo a sua incidência muito variável. Os principais agentes causais de EPF incluíram anti-inflamatórios não esteroides (AINE´s), antibióticos, compostos azólicos, mucolíticos, inibidores da bomba de protões e anti-histamínicos. No total foram considerados na análise quantitativa 78 estudos que englobaram 88 doentes: 71 com EPF, 13 com a forma de apresentação generalizada, e 4 com dermatite auto-imune com apresentação de EPF. Destes, 46 eram do género feminino (53%). A média de idades de surgimento de EPF foi de 48 anos, sendo de 54 anos para a forma generalizada. A maioria dos testes patch aplicados (37%) incidiram sobre os doentes expostos a AINE´s (n= 10) onde apresentaram uma sensibilidade de 80%.Discussão: A análise quantitativa realizada está de acordo com a literatura existente, com exceção do valor de sensibilidade calculado para os testes patch que poderá ser muito elevado, dada a pequena amostra em estudo. Foram identificadas várias limitações do estudo, nomeadamente no que diz respeito à sumarização maioritária de estudos de caso. É necessária a publicação de estudos com uma amostra de maiores dimensões, com aplicação de protocolos estandardizados no registo e gestão do doente com EPF. Tendo presente que os principais agentes causais desta toxidermia são os AINE´s e os antibióticos, e dada a sua ampla utilização, é premente ser conhecedor desta entidade clínica, nas suas diferentes formas de apresentação.
Introduction: Fixed Pigmented Erythema or fixed drug eruption (FDE), is a type of adverse cutaneous drug reaction, usually to medication, which is characterized by the presence of lesions on the skin or mucous membranes that, in cases of repeated exposure to the causal agent, reappear at the same location (fixed). It represents 16-21% of all adverse cutaneous manifestations of drugs, or chemicals, and is manifested by the presence of erythematous or erythematous-violet lesions, round or oval, edematous plaques or even blisters, whose size varies between that of a coin or of a palm. The lesions appear 1 to 2 weeks after exposure to the etiologic agent and, upon reexposure, they recur in about 24 hours, resolving in a few days with residual pigmentation. The diagnosis of EPF has several complementary methods being patch tests the safest, simplest and most reproducible alternative to perform.Objectives: Literature review of the current scientific literature, with a special focus on epidemiology, etiopathogenesis and the importance of complementary diagnostic tests for EPF in its localized and generalized presentation. It also intends to distinguish the conceptual and prognostic point of view of both, as well as perform a quantitative comparative analysis.Methods: We conducted an electronic search of the MEDLINE-PubMed database and reviewed original articles and bibliographic reviews published between 2004 and 2021. Articles included had an adult population sample (age ≥ 18 years), of both genders and applied complementary studies or scales which results corroborated the established diagnostic hypothesis.Results: The incidence FDE is very variable. In Portugal it represented 3.5% of patients diagnosed with adverse skin reactions. The main causative agents of FDE included non-steroidal anti-inflammatory drugs (NSAIDs), antibiotics, azole compounds, mucolytics, proton pump inhibitors (PPIs) and antihistamines. In total, 78 studies were considered in the quantitative analysis, involving 88 patients: 71 with EPF, 13 with the generalized form of FDE and 4 with autoimmune dermatitis. Of these, 46 were female (53%). The mean age of appearance was 48 years, being 54 for the generalized form. Most of the patch tests applied (37%) focused on patients exposed to NSAIDs (n = 10) where they showed a sensitivity of 80%.Discussion: The quantitative analysis carried out is in accordance with the existing literature, with the exception of the sensitivity value calculated for patch tests, which may be very high given the small sample under study. Several limitations of the study were identified, namely with regard to the majority use of case studies. It is necessary to publish studies with a larger sample, with the application of standardized protocols in the registration and management of patients with FDE. Bearing in mind that the main causative agents of this toxidermy are NSAIDs and antibiotics, and given its wide use, it is important to be knowledgeable about this clinical entity, in its different forms of presentation.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/98327
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE MIM-JOANA RITA ANTUNES PEREIRA.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

48
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

126
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons