Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/98245
Title: Fatores imunogenéticos para avaliação do risco de infeção por SARS-CoV-2
Other Titles: Immunogenetic factors for risk assessment of SARS-CoV-2 infection
Authors: Marques, Rita Alexandra Lima
Orientador: Henriques, Isabel da Silva
Silva, Raquel Monteiro Marques da
Keywords: COVID-19; SARS-CoV-2; TLR; Saliva; Resposta imunitária; COVID-19; SARS-CoV-2; TLR; Saliva; Immune response
Issue Date: 3-Dec-2021
Serial title, monograph or event: Fatores imunogenéticos para avaliação do risco de infeção por SARS-CoV-2
Place of publication or event: Faculdade de Medicina Dentária da Universidade Católica Portuguesa
Abstract: Introdução: Em dezembro de 2019 foi identificado na China um novo coronavírus, o SARS-CoV-2. Em março de 2020, a doença por este causada, a COVID-19, foi declarada uma pandemia. A COVID-19 manifesta-se de diversas formas nos pacientes. Já estão identificados vários fatores de risco para a COVID-19, no entanto esses fatores não explicam todos os casos graves da doença. A resposta imunitária do hospedeiro ao SARS-CoV-2 é decisiva na gravidade da COVID-19. Diversos fatores genéticos, nomeadamente polimorfismos em genes importantes para a resposta imunitária (como os genes TLR), já estão associados ao aumento da suscetibilidade em infeções virais. Materiais e Métodos: Foram recolhidas, a pacientes da Clínica Dentária Universitária da Universidade Católica Portuguesa e da JS Clínica Médica (Viseu), amostras de saliva e, simultaneamente, foi aplicado um questionário para recolha de dados clínicos e sociodemográficos dos participantes. As amostras foram processadas e foi feita a sua caraterização molecular pela determinação da carga viral, sequenciação e identificação de polimorfismos genéticos nos genes TLR, e quantificação de IgG. Resultados: A recolha de dados clínicos e sociodemográficos permitiu fazer a caraterização da população em estudo, sendo que os indivíduos foram divididos segundo o sexo (feminino ou masculino), a idade (entre 18 e 39 anos, entre 40 e 59 anos, ou mais de 60 anos), e pela existência ou não de diagnóstico prévio de infeção por SARS-CoV-2. Dores musculares, cansaço, dor de cabeça, tosse e perda de olfato, foram os sintomas mais frequentes nos participantes com diagnóstico prévio de infeção por SARS-CoV-2. Foram identificados 7 polimorfismos no gene TLR3 e 3 polimorfismos no gene TLR7, sendo que alguns deles já foram associados a infeções virais. Conclusão: Devido à complexidade da COVID-19, é de grande importância identificar fatores genéticos que mais diferenciam os doentes. Sabendo o papel que os TLRs desempenham no processo de infeção, é importante identificar polimorfismos associados à suscetibilidade ou à resistência para melhor gerir os recursos disponíveis nesta e em futuras doenças.
Introduction: In December 2019, a new coronavirus, SARS-CoV-2, was identified in China. In March 2020, the disease it caused, COVID-19, was declared a pandemic. COVID-19 manifests itself in different ways in patients. Several risk factors for COVID-19 have already been identified, however these factors do not explain all severe cases of the disease. The host's immune response to SARS-CoV-2 is decisive in the severity of COVID-19. Several genetic factors, including polymorphisms in genes important for the immune response (such as TLR genes), are already associated with increased susceptibility to viral infections. Materials and Methods: Saliva samples were collected from patients at the Clínica Dentária Universitária of the Universidade Católica Portuguesa and at JS Clínica Médica (Viseu) and, simultaneously, a questionnaire was applied to collect clinical and sociodemographic data from the participants. The samples were processed and their molecular characterization was performed by determining the viral load, sequencing and identifying genetic polymorphisms in TLR genes, and quantifying IgG. Results: The collection of clinical and sociodemographic data allowed for the characterization of the study population, and the individuals were divided according to sex (female or male), age (between 18 and 39 years, between 40 and 59 years, or over 60 years), and by the existence or not of a previous diagnosis of SARS-CoV-2 infection. Muscle pain, tiredness, headache, cough and loss of smell were the most frequent symptoms in participants with a previous diagnosis of SARS-CoV-2 infection. 7 polymorphisms in the TLR3 gene and 3 polymorphisms in the TLR7 gene have been identified, some of which have already been associated with viral infections. Conclusion: Due to the complexity of COVID-19, it is of great importance to identify genetic factors that most differentiate patients. Knowing the role that TLRs play in the infection process, it is important to identify polymorphisms associated with susceptibility or resistance to better manage available resources in this and future diseases.
Description: Dissertação de Mestrado em Bioquímica apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/98245
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação Mestrado - Rita Lima Marques.pdf2.19 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

43
checked on Aug 12, 2022

Download(s)

100
checked on Aug 12, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons