Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/97880
Title: Impacto Funcional das alterações vesico-esfincterianas num doente com Esclerose Múltipla - a propósito de um Caso Clínico
Other Titles: Functional Impact of vesico-sphincteric disorders in a Multiple Sclerosis patient - a clinical case
Authors: Fernandes, Ana Filipa Medeiros
Orientador: Pinheiro, João José Carreiro Pascoa
Silveira, João Nuno Lourenço
Keywords: Esclerose Múltipla; Alterações Vesico-Esfincterianas; Bexiga Neurogénica; Reabilitação; Urodinâmica; Multiple Sclerosis; Vesico-sphincteric disorders; Neurogenic Bladder; Rehabilitation; Urodynamics
Issue Date: 26-Jun-2020
Serial title, monograph or event: Impacto Funcional das alterações vesico-esfincterianas num doente com Esclerose Múltipla - a propósito de um Caso Clínico
Place of publication or event: Faculdade de Medicina Universidade de Coimbra
Abstract: Introduction: Multiple Sclerosis is the most prevalent demyelinating inflammatory disease of the Central Nervous System, with 2,200,000 cases worldwide estimated and more than 8,000 in Portugal. More than 80% of patients have vesico-sphincteric disorders with an impact on their daily activities, thus being a comorbidity worthy of intervention. The present clinical case pretends to verify the relevance of Physical Medicine and Rehabilitation intervention in the diagnosis and treatment of vesico-sphincteric disorders, with impact on functionality, quality of life and optimization of the levels of social participation. Clinical Case: Forty one years old male patient with multiple sclerosis, outbreak-remission variant, diagnosed at 21 years old, without significant personal or family history. He presents compatible symptoms with hyperactive neurogenic bladder and the urodynamic study revealed a hypertonic hyperactive bladder with reduced capacity, urethral hypertonia and complete urination. The treatment included behavioral modification techniques associated with pharmacological therapy, with a selective antimuscarinic for M3 receptors, associated with an alpha adrenergic antagonist. Conclusion: Since the urodynamic patterns change over time, tending to progress with the disease, it is necessary to evaluate the urodynamic evolution at regular intervals, in order to optimize the treatment.
Introdução: A Esclerose Múltipla é a doença inflamatória desmielinizante do Sistema Nervoso Central mais prevalente, estimando-se que mundialmente existam 2.200.000 casos e mais de 8.000 em Portugal. Mais de 80% dos doentes apresentam alterações vesico-esfincterianas com impacto nas suas atividades de vida diária, sendo portanto uma comorbilidade merecedora de intervenção. O presente caso-clínico pretende verificar a relevância da intervenção da Medicina Física e de Reabilitação no diagnóstico e tratamento das alterações vesico-esfincterianas, com impacto na funcionalidade, na qualidade de vida e na otimização dos níveis de participação social. Caso Clínico: Doente do sexo masculino, de 41 anos, com esclerose múltipla, variante surto-remissão, diagnosticado aos 21 anos, sem antecedentes pessoais ou familiares de relevo. Apresenta sintomatologia compatível com bexiga neurogénica hiperativa e o estudo urodinâmico revelou uma bexiga hiperativa hipertónica com capacidade diminuída, hipertonia uretral e micção completa. O tratamento compreendeu a introdução de técnicas de modificação comportamental associadas a terapêutica farmacológica, com um antimuscarínico seletivo para os recetores M3, associado a um antagonista alfa adrenérgico. Conclusão: Uma vez que os padrões urodinâmicos se modificam ao longo do tempo, tendendo a progredir com a doença, é necessário avaliar a evolução urodinâmica em intervalos regulares, com vista a otimizar o tratamento.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/97880
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Trabalho Final.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

32
checked on Aug 5, 2022

Download(s)

4
checked on Aug 5, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons