Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96586
Title: A visão sistémica e a abordagem holística da informação: a casa-museu João Pires de Campos
Other Titles: The systemic view and the holistic approach to information: the João Pires de Campos museum-house
Authors: Paixão, Elisa Maria Botelho Pires
Orientador: Marques, Maria Beatriz Pinto de Sá Moscoso
Keywords: Ciência da Informação; Visão sistémica; Abordagem holística; Sistemas de Informação; Casa-Museu; Information Science; Systemic view; Holistic approach; Information Systems; Museum-house
Issue Date: 9-Sep-2021
Serial title, monograph or event: A visão sistémica e a abordagem holística da informação: a casa-museu João Pires de Campos
Place of publication or event: Casa-museu João Pires de Campos
Abstract: A visão sistémica das organizações depende da relação existente entre os vários subsistemas de informação presentes e da capacidade de os gerir. Esta visão global das organizações, privilegia a totalidade (o Sistema de Informação) e as suas partes componentes. Nesta nova abordagem organizacional, o importante é ver o todo e não cada parte isoladamente.As informações sobre os acervos fazem parte da história do objeto, e, portanto, devem estar acessíveis a quem possa interessar. O fator humano é o princípio básico de qualquer Sistema. A visão sistémica e holística permitirá ilustrar a mudança de paradigma da gestão da informação.Este trabalho de investigação foi desenvolvido no âmbito do Mestrado em Ciência da Informação e o seu objetivo principal é compreender a visão sistémica e holística da informação.A Metodologia utilizada recorreu a várias técnicas de pesquisa: análise documental (no estudo exploratório), observação participante (na análise empírica da casa-museu João Pires de Campos). Apresenta-se o estudo orgânico-funcional do sistema de informação da casa-museu João Pires de Campos, de acordo com os pressupostos metodológicos preconizados pela teoria sistémica e com enfoque na informação produzida, recebida e acumulada pelo colecionador. O modelo proposto insere-se no paradigma pós-custodial da Ciência da Informação. Pensar a casa-museu como um sistema exige, por isso, a integração plena de todas as partes do sistema: aquivo, biblioteca, museu, serviço educativo, serviço administrativo, entre outros. Empreender este conjunto alternativo de intenções representa um enorme esforço de renovação por parte da casa-museu e da sua tutela, implica ainda a reestruturação teórica e prática das suas principais áreas de atuação. Por fim, esta visão sistémica e integradora da casa-museu proporcionaria, igualmente, benefícios inestimáveis para as comunidades onde se inserem e para visitantes distantes, permitia uma maior abertura da instituição, um maior rigor no seu trabalho, possibilitando parcerias institucionais, viabilizando assim um verdadeiro serviço público e uma adaptação plena à Sociedade de Informação.
The systemic view of organizations depends on the relationship between the various information subsystems present and the ability to manage them. This global vision of organizations privileges the totality (the Information System) and its component parts. In this new organizational approach, the important thing is to see the whole and not each part in isolation. Information about the collections is part of the object's history, and, therefore, must be accessible who may be interested. The human factor is the basic principle of any System. The systemic and holistic view will illustrate the paradigm shift in information management.This research work was developed under the master’s in information science and its main objective is to understand the systemic and holistic view of information.The methodology used several research techniques: document analysis (in the exploratory study), participant observation (in the empirical analysis of the João Pires de Campos museum-house).The organic-functional study of the information system of the João Pires de Campos museum-house is presented, according to the methodological assumptions advocated by the systemic theory and focusing on the information produced, received and accumulated by the collector. The proposed model is part of the post-custodial paradigm of Information Science.Thinking of the museum-house as a system therefore requires the full integration of all parts of the system: archive, library, museum, educational service, administrative service, among others. Undertaking this alternative set of intentions represents an enormous renovation effort on the part of the museum-house and its tutelage, it also implies the theoretical and practical restructuring of its main areas of activity.Finally, this systemic and integrative vision of the museum-house would also provide invaluable benefits for the communities where they operate and for distant visitors, allowing for greater openness of the institution, greater rigor in its work, enabling institutional partnerships, thus enabling a true public service and a full adaptation to the Information Society.
Description: Dissertação de Mestrado em Ciência da Informação apresentada à Faculdade de Letras
URI: http://hdl.handle.net/10316/96586
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
ElisaPaixão_versãofinal.pdf7.82 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

46
checked on Dec 24, 2021

Download(s)

18
checked on Dec 24, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons