Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96529
Title: A SAÚDE MENTAL DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS EM TEMPO DE PANDEMIA: UM ESTUDO DESCRITIVO TRANSVERSAL
Other Titles: Mental health of university students in time of pandemic: A cross-sectional descriptive study
Authors: Antunes, Rute Sofia Ferreira
Orientador: ednaponciano@ces.uc.pt
Sotero, Luciana Maria Lopes
Keywords: Saúde mental; Estudantes universitários; Crise pandémica; COVID-19; Universidade de Coimbra; Mental health; University students; Pandemic crisis; COVID-19; Coimbra University
Issue Date: 23-Jul-2021
Serial title, monograph or event: A SAÚDE MENTAL DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS EM TEMPO DE PANDEMIA: UM ESTUDO DESCRITIVO TRANSVERSAL
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: A crise pandémica tem tido impacto na saúde mental de estudantes universitários devido às mudanças que a COVID-19 acarretou, sejam mudanças individuais (e.g., ausência de convívios sociais) ou alterações familiares (e.g., diminuição do rendimento do agregado familiar). No contexto da atual crise pandémica, o objetivo principal deste estudo é analisar indicadores de saúde mental de estudantes da Universidade de Coimbra. O protocolo online de investigação foi aplicado a 385 estudantes universitários e é composto por um conjunto de instrumentos que permitem avaliar os níveis de ansiedade, depressão e stress (EADS-21), a qualidade do sono (BaSIQS) e o consumo de substâncias psicoativas (ASSIST v 3.1). Os resultados evidenciaram que a maioria dos participantes apresentaram níveis considerados normais de ansiedade (58.4%), stress (49.9%) e depressão (40%). Houve, contudo, estudantes que reportaram valores de moderado a muito severo nestes indicadores de saúde mental: depressão (43.3%), stress (36.7%) e ansiedade (33.8%). Na sua maioria, os participantes revelaram uma boa qualidade do sono (85.2%) e um consumo de substâncias, de baixo risco, não indicativo da necessidade de intervenção, tanto para a cannabis (82.6%), como para o tabaco (67.1%). Além do mais, a maioria dos participantes considera não ter alterado o consumo de cannabis (81.3%) e de tabaco (73.5%) devido à pandemia. Ainda de acordo com os resultados obtidos, as estudantes do sexo feminino revelaram maiores níveis de ansiedade, depressão e stress, assim como uma pior qualidade do sono, comparativamente aos estudantes do sexo masculino. Por sua vez, os estudantes do sexo masculino reportaram um consumo de cannabis de maior risco. Foi ainda verificado que os participantes pertencentes a minorias sexuais revelam um maior sofrimento psicológico. Relativamente às caraterísticas académicas, os estudantes das Faculdades de Direito, Economia e Psicologia revelam piores indicadores de saúde mental, tal como os estudantes do terceiro ano apresentam uma menor qualidade do sono. De um modo geral, este estudo contribui para o conhecimento científico sobre a forma como os estudantes universitários, em particular da Universidade de Coimbra, têm experienciado a atual crise pandémica.
The pandemic crisis has had an impact on the mental health of university students due to all the changes that COVID-19 brought about, whether individual (e.g., lack of social interactions) or family changes (e.g., decrease in household income). In the context of the current pandemic crisis, the main objective of this study is to analyze mental health indicators of students at the University of Coimbra. The online research protocol was applied to 385 university students and consists of a set of instruments to assess levels of anxiety, depression and stress (EADS-21), sleep quality (BaSIQS) and consumption of psychoactive substances (ASSIST v 3.1). The results showed that most participants had levels considered normal for anxiety (58.4%), stress (49.9%) and depression (40%). There were, however, students who reported moderate to very severe values in these mental health indicators: depression (43.3%), stress (36.7%) and anxiety (33.8%). Most of the participants revealed a good quality of sleep (85.2%) and a low-risk substance use, not indicative of the need for intervention, both for cannabis (82.6%) and tobacco (67.1%). Furthermore, most participants consider that their consumption of cannabis (81.3%) and tobacco (73.5%) has not changed due to the pandemic. Also according to the results obtained, female students showed higher levels of anxiety, depression and stress, as well as a worse sleep quality, compared to male students. In turn, male students reported higher risk cannabis use. It was also found that participants belonging to sexual minorities show greater psychological suffering. Regarding academic characteristics, students from the Faculties of Law, Economics and Psychology show worse mental health indicators, just as third-year students have a lower quality of sleep. Overall, this study contributes to the scientific knowledge about how university students, in particular from the University of Coimbra, have experienced the current pandemic crisis
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/96529
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Rute Antunes - Dissertação.pdf837.75 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons