Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96517
Title: The effect of work-family conflict on the physical health of Portuguese judicial professionals: The mediating role of psychopathological symptoms
Other Titles: O efeito do conflito trabalho-família na saúde física de profissionais judiciais portugueses: O papel mediador de sintomas psicopatológicos
Authors: Gonçalves, Maria João Correia
Orientador: Sotero, Luciana Maria Lopes
Casaleiro, Paula Teresa Abreu
Keywords: conflito trabalho-família; qualidade de vida – domínio físico; magistrados; funcionários judiciais; sintomas psicopatológicos; work-family conflict; quality of life – physical health domain; magistrates; court staff; psychopathological symptoms
Issue Date: 28-Jul-2021
Serial title, monograph or event: The effect of work-family conflict on the physical health of Portuguese judicial professionals: The mediating role of psychopathological symptoms
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Introdução: O presente estudo analisou o efeito do conflito trabalho-família no domínio físico da qualidade de vida de magistrados e funcionários judiciais portugueses, avaliando o efeito mediador de sintomas psicopatológicos. Método: Uma amostra de 1,206 profissionais judiciais (n = 467 magistrados e n = 739 funcionários judiciais) responderam a um protocolo online que, além de recolher dados sociodemográficos e profissionais, avaliou o conflito trabalho-família (WFCS), a qualidade de vida (WHOQoL-BREF) e sintomas psicopatológicos (BSI). Recorreu-se à path analysis para construção de um modelo de mediação simples. Resultados: O conflito trabalho-família revelou ter um significativo efeito negativo no domínio físico da qualidade de vida. Os sintomas psicopatológicos medeiam parcialmente esta relação. Conclusões: O conflito trabalho-família e os sintomas psicopatológicos experienciados pelas duas categoriais profissionais afetam negativamente a qualidade de vida a nível físico. Este estudo contribui para colmatar uma lacuna nesta área de investigação, sublinhando a importância da criação de iniciativas que promovam diretamente a conciliação trabalho-família e, indiretamente, a qualidade de vida destes profissionais, tal como a qualidade da justiça em Portugal.
Introduction: The present study analyzed the effect of work-family conflict on the Physical Health domain of quality of life of Portuguese magistrates and court staff, studying the mediating effect of psychopathological symptoms. Method: A sample of 1,206 judicial professionals (n=467 magistrates e n=739 court staff) answered an online survey that, in addition to collecting sociodemographic and professional data, assessed work-family conflict (WFCS), quality of life (WHOQoL-BREF), and psychopathological symptoms (BSI). Path analysis was used to build a simple mediation model. Results: Work-family conflict has a significant negative effect on the Physical Health domain of quality of life. Psychopathological symptoms partially mediate this relationship. Conclusions: Work-family conflict and psychopathological symptoms experienced by both professional categories show negative effects on physical health. This study fills a gap on the subject, underlying the importance of creating initiatives that promote work-family conciliation and, indirectly, quality of life of these professionals, and the quality of justice in Portugal.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/96517
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação de mestrado - Maria João Gonçalves.pdf685.26 kBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons