Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96511
Title: Importância Percebida para os Outros e Sintomatologia Depressiva em Mulheres Portuguesas no Período Pós-Parto com Alto e Baixo Risco para a Depressão Pós-Parto: O Papel Mediador da Solidão
Other Titles: Mattering and Depressive Symptoms in Portuguese Postpartum Women with High and Low Risk to Postpartum Depression: The Mediating Role of Loneliness
Authors: Rodrigues, Ana Bárbara Caetano Pereira
Orientador: Fonseca, Ana Dias
Canavarro, Maria Cristina Cruz Sousa Portocarrero
Keywords: importância percebida para os outros; mulheres portuguesas; risco para depressão pós-parto; sintomas depressivos; solidão; depressive symptoms; loneliness; mattering; portuguese women; risk to postpartum depression
Issue Date: 9-Jul-2021
Serial title, monograph or event: Importância Percebida para os Outros e Sintomatologia Depressiva em Mulheres Portuguesas no Período Pós-Parto com Alto e Baixo Risco para a Depressão Pós-Parto: O Papel Mediador da Solidão
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Objetivos: O presente estudo teve como principais objetivos, (a) compreender a relação entre importância percebida para os outros, solidão e sintomatologia depressiva nas mulheres portuguesas no período pós-parto, (b) perceber se esta relação é similar em mulheres com alto ou baixo risco para a depressão pós-parto. Metodologia: Este estudo transversal, incluiu uma amostra recolhida online, composta por 530 mulheres portuguesas no período pós-parto, que responderam a questionários de autorresposta com o intuito de avaliar o risco para a depressão pós-parto (332 mulheres apresentaram alto risco para depressão pós-parto e 198 apresentaram baixo risco), a sintomatologia depressiva e os níveis de importância percebida para os outros e solidão. Resultados: Mulheres com alto risco para desenvolver depressão pós-parto, apresentaram menores níveis de importância percebida para os outros e maiores níveis de solidão e sintomatologia depressiva; verificou-se que as relações entre importância percebida para os outros, solidão e sintomatologia depressiva foram significativas, p < .001. A relação entre importância percebida para os outros e sintomatologia depressiva no pós-parto, ocorreu direta e indiretamente através da solidão, IC = [˗0.75, ˗0.46]. O efeito direto apenas se verificou no grupo com alto risco para depressão pós-parto, enquanto o efeito indireto ocorreu nos dois grupos (com alto e baixo risco para a depressão pós-parto). Conclusões: Estes resultados demonstram a importância de se estudar a solidão enquanto possível mecanismo de risco para a depressão pós-parto e alertam para a premência em se considerar a importância percebida para os outros e a solidão na avaliação e intervenção de mulheres no período perinatal.
Objectives: The current study aimed to (a) understand the relationship between mattering, loneliness, and depressive symptoms in Portuguese postpartum women, (b) understand if this relationship is similar in women with high or low risk for postpartum depression. Method: This cross-sectional study included a sample collected online, comprised of 530 Portuguese women in the postpartum period, who answered self-report questionnaires to assess the risk for postpartum depression (332 women presented a high risk to postpartum depression, and 198 a low risk to postpartum depression), depressive symptoms, mattering, and loneliness. Results: Women at high risk for developing postpartum depression had lower levels of mattering and higher levels of loneliness and depressive symptoms; it was found that the relationships between mattering, loneliness, and depressive symptoms were significant, p < .001. The relationship between mattering and postpartum depressive symptoms occurred directly and indirectly through loneliness, 95% CI = [˗0.75, ˗0.46]. The direct effect was only found in the group at high risk for postpartum depression, while the indirect effect occurred in both groups (with high and low risk for postpartum depression). Conclusions: These results highlight the importance of studying loneliness as a possible risk mechanism for postpartum depression and alert to the pertinence of considering mattering and loneliness in the assessment and intervention of women in the perinatal period.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/96511
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação_AnaBárbara.pdf719.37 kBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons