Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96485
Title: Parentalidade mindful e adaptação materna na segunda infância e pré-adolescência: o papel mediador da autoexpressividade em contexto familiar
Other Titles: Mindful parenting and the maternal adaptation in second childhool and pre-adolescence: the mediating role of the self expressiveness in the family context
Authors: Lopes, Filipa Manuela Coelho
Orientador: Carona, Carlos Fernando de Paulo
Canavarro, Maria Cristina Cruz Sousa Portocarrero
Keywords: Parentalidade mindful; Autoexpressividade familiar; Adaptação materna; Stresse parental; Depressão materna; Mindful parenting; Family’s self expressiveness; Maternal adaptation; Parental stress; Maternal depression
Issue Date: 16-Jul-2021
Serial title, monograph or event: Parentalidade mindful e adaptação materna na segunda infância e pré-adolescência: o papel mediador da autoexpressividade em contexto familiar
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Introduction: Mindful parenting refers to the parental approach in which parents adopt an accepting and compassionate stance towards their children and themselves, while being entirely present and attentive in the interactions with their children. However, little is known about the role that self expressiveness in the family plays in the relationship between mindful parenting and maternal adaptation. Objectives: The present study analyzed whether the levels of mindful parenting, self expressiveness of the family, parental stress and maternal depression varied among mothers from different socioeconomic backgrounds, with one or more children, with or without chronical illnesses, and with or without history of psychiatric illness. This study also analyzed the associations between mindful parenting, family's positive and negative self expressiveness, parental stress, and maternal depression, as well as assessed the direct and indirect effects of mindful parenting in parental depression and stress among mothers of school aged children, through the self expressiveness of the family context. Methods: The sample was comprised of 253 mothers of school-aged children. The participants completed the following instruments, in an online survey: sociodemographic questionnaire, Self-Expressiveness in the Family Questionnaire -short form, Interpersonal Mindfulness in Parenting Scale, Hospital Anxiety and Depression Scale, Parental Stress Scale. Regression analyses and PROCESS computational tool in particular were used to examine main and interaction/moderating effects. Results: Mindful parenting was positively associated with family’s self expressiveness, and positively and negatively associated with negative family’s self expressiveness, parental stress, and maternal depression. In the mediation model, mindful parenting showed to have a direct effect on maternal depression and parental stress, as well as an indirect effect through its association with positive self expressiveness in the family. Conclusions: This study’s results suggests mindful parenting has important effects on stress and depression reduction, as well as family’s positive self expressiveness is a potential explanatory mechanism of the relationship between mindful parenting and these indicators of maladaptation. This study emphasizes the importance of interventions that increase competences inherent to the exercise of mindful parenting and positive emotional expressiveness in the family context, particularly to increase mothers’ psychological adjustments indexes.
Introdução: A parentalidade mindful refere-se à abordagem parental na qual os pais adotam uma postura de aceitação e compaixão por si e pelos seus filhos, procurando estar inteiramente presentes e atentos nas interações com as crianças. Contudo, pouco se sabe acerca do papel que a autoexpressividade familiar pode assumir na relação entre a parentalidade mindful e a adaptação materna. Objetivos: O presente estudo pretendeu avaliar diferenças ao nível de parentalidade mindful, autoexpressividade familiar, stresse parental e depressão materna entre mães com diferentes níveis socioeconómicos, com um ou mais filhos, com e sem doença crónica e com e sem historial de doença psiquiátrica. Este estudo procurou também analisar as associações entre a parentalidade mindful, a autoexpresividade familiar positiva e negativa, o stresse parental e a depressão materna e avaliar os efeitos diretos e indiretos, via autoexpressividade em contexto familiar, da parentalidade mindful nos níveis de depressão e stresse parental de mães de crianças em idade escolar. Método: A amostra foi constituída por 253 mães de crianças em idade escolar. A recolha da amostra foi online e as participantes completaram os seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico; o Questionário de Autoexpressividade na Família – versão reduzida; a Escala de Mindfulness Interpessoal na Parentalidade; a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão – subescala de Depressão; e a Escala de Stresse Parental. As análises de regressão e a ferramenta PROCESS foram usadas para examinar os efeitos principais e de interação/moderação. Resultados: A parentalidade mindful relacionou-se positivamente com a autoexpressividade familiar positiva e negativamente com a autoexpressividade familiar negativa, stresse parental e depressão materna. No modelo de mediação, a parentalidade mindful apresentou um efeito direto na depressão materna e no stresse parental e um efeito indireto através da sua associação com a autoexpressividade positiva na família. Conclusões: Os resultados obtidos neste estudo sugerem que a parentalidade mindful pode estar associada à redução do stresse e da depressão e que a autoexpressividade positiva é uma potencial variável explicativa da relação entre a parentalidade mindful e estes indicadores de desajustamento. Este estudo enfatiza a importância de intervenções que fomentem as competências inerentes ao exercício da parentalidade mindful e da expressividade emocional positiva no seio familiar, especialmente como forma de melhorar os índices de ajustamento psicológico das mães.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/96485
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons