Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96216
Title: Eco-efficiency assessment of the electricity sector: evidence from 28 European Union countries
Other Titles: Avaliação de eco-eficiência do setor elétrico: evidências de 28 países da União Europeia
Authors: Tenente, Marcos Daniel Nujo
Orientador: Henriques, Carla Margarida Saraiva de Oliveira
Correia, Patrícia Carla Gama Pinto Pereira da Silva de Vasconcelos
Keywords: Análise Envoltória de Dados;; Função de Distância Direcional; Avaliação da Eco-eficiência; Sector Elétrico; União Europeia; Data Envelopment Analysis; Directional Distance Function; Eco-efficiency assessment; Electricity Sector; European Union
Issue Date: 24-Sep-2019
Serial title, monograph or event: Eco-efficiency assessment of the electricity sector: evidence from 28 European Union countries
Place of publication or event: Faculdade de Economia - Universidade de Coimbra
Abstract: O objetivo deste estudo consistiu na avaliação da ecoeficiência do sector elétrico nos 28 países da União Europeia, tendo em consideração o seu desempenho económico e ambiental ao longo do tempo, considerando os anos de 2010 e 2014 como anos de base. A principal novidade introduzida neste estudo reside na combinação da utilização da Analise Envoltória de Dados através da Função de Distância Direcional com a análise Input-Output, para realizar a avaliação da ecoeficiência das cadeias de fornecimento e de consumo do sector elétrico. De acordo com os resultados obtidos, os três países mais frequentemente selecionados como referência em relação à cadeia produção direta do sector elétrico foram, em 2010, Malta, Alemanha e Bélgica; enquanto, em 2014, os quatro países principalmente considerados como referência em termos de melhores práticas foram a Irlanda e França, seguidos por Malta e Luxemburgo. Uma vez que o tipo de eficiência em análise não é apenas económico, mas também ambiental, é expectável que os países que investiram eficientemente na instalação de energia renovável, substituindo progressivamente a geração por combustíveis fósseis, tenham tido um maior potencial em termos de ecoeficiência. Por exemplo, no caso de Portugal, Irlanda e Bulgária, a melhoria do desempenho da ecoeficiência parece ser resultado da melhoria das produtividades médias do capital e o do trabalho, da redução da geração com base em combustíveis fósseis e de um aumento da geração de energia renovável. Na avaliação da eficiência da cadeia de fornecimento do consumo direto, os três países vistos mais frequentemente como referência, em 2010, foram o Luxemburgo, Dinamarca e Suécia, enquanto, em 2014, os três países principalmente selecionados como referência, em termos de melhores práticas, foram a Dinamarca, seguida pelo Chipre e Suécia. Neste caso, a evolução dos sectores diretamente ligados ao sector elétrico contribuiu para os resultados de eficiência obtidos. Finalmente, quando a cadeia de fornecimento de consumo indireto foi avaliada, constatou-se que os três países mais frequentemente selecionados como referência foram, em 2010, a Suécia, o Luxemburgo e a Áustria; enquanto, em 2014, os três principais países estabelecidos como benchmark foram a Suécia, o Luxemburgo e a Irlanda. Nesta última situação, o principal determinante para os níveis de eficiência obtidos foi o consumo intermédio dos sectores indiretamente ligados ao sector elétrico.
The purpose of this study is to carry out the eco-efficiency assessment of the electricity sector in 28 European Union countries, taking into account its economic and environmental performance over time, considering the years of 2010 and 2014. The novelty of our work resides in the combination of Data Envelopment Analysis through the Directional Distance Function approach with Input-Output analysis to perform the eco-efficiency evaluation of the consumption and production supply chains of the electricity sector. According to our findings, the three countries more frequently selected as benchmarks regarding the direct production chain of the electricity sector were, in 2010, Malta, Germany and Belgium, while, in 2014, the top four countries mainly considered as a reference in terms of best practices were Ireland and France followed by Malta and Luxembourg. Since the type of efficiency under analysis is not only economic, but also environmental, it is expected that countries who invested in renewable energy deployment efficiently, progressively replacing fossil fuel generation, will have a higher potential in terms of eco-efficiency. For example, in the case of Portugal, Ireland and Bulgaria, the enhancement of eco-efficiency performance seems to be the result of improving the average productivity of capital and labour, with a reduction in fossil fuel generation and the increase of renewable energy generation. In the efficiency assessment of the direct consumption supply chain, the three countries more often nominated as benchmarks in 2010 were Luxembourg, Denmark and Sweden, whereas, in 2014, the top three countries mainly viewed as a reference in terms of best practices were Denmark followed by Cyprus and Sweden. In this case, the evolution of the sectors directly linked to the electricity sector were the main drivers of the efficiency scores obtained. Finally, when the indirect consumption supply chain was evaluated, it was found that the three countries more often selected as benchmarks were, in 2010, Sweden, Luxembourg and Austria, while, in 2014 the top three countries mainly established as a reference were Sweden, Luxembourg and Ireland. In this last situation, the main determinant for the efficiency scores is the intermediate consumption of the sectors indirectly engaged with the electricity sector.
Description: Dissertação de Mestrado em Energia para a Sustentabilidade apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/96216
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Marcos_Tenente_2017215683_2019_DM.pdf24.86 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

11
checked on Nov 25, 2021

Download(s)

13
checked on Nov 25, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons