Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/96149
Title: Técnicas de Procriação Medicamente Assistida
Other Titles: Assisted Human Reproduction
Authors: Morais, Daniela Simões
Orientador: Silva, Ana Catarina Correia da
Pires, Paula Cristina Veríssimo
Keywords: Reprodução Humana Assistida; Assisted Reproduction Techniques; Poluição ambiental; Sperm quality; Assisted Human Reproduction; Técnicas de Reprodução Assistida; Air pollution; qualidade espermática
Issue Date: 10-Sep-2021
Serial title, monograph or event: Técnicas de Procriação Medicamente Assistida
Place of publication or event: Ferticentro
Abstract: O presente relatório tem como objetivo expor o conhecimento adquirido resultante do estágio laboratorial de regime observacional na área da Medicina da Reprodução na clínica Clinimer com a colaboração da Ferticentro, em Coimbra. Durante o período de estágio estabelecido, sendo que só foi possível a sua realização por um período de 2 meses dada a condição pandémica gerada pelo Sars-Cov-2, tive a possibilidade de estabelecer contacto com as práticas laboratoriais aplicadas em Reprodução Humana. Desta forma, este estágio laboratorial permitiu-me adquirir conhecimento das técnicas laboratoriais praticadas num laboratório de Procriação Medicamente Assistida (PMA).Observei desde a preparação de amostras seminais à sua aplicação nas técnicas de Inseminação Intrauterina (IIU), Fertilização in vitro (FIV), Microinjeção Intracitoplasmática de Espermatozoides (ICSI), transferência embrionária e criopreservação e desvitrificação de gâmetas e embriões. Tendo por base este estágio, foi possível desenvolver um estudo retrospetivo para avaliar os efeitos dos poluentes ambientais na função espermática.Há décadas que inúmeros estudos científicos têm vindo a relatar uma diminuição da qualidade espermática de indivíduos expostos a poluentes presentes no meio ambiente, mesmo que em pequenas concentrações, nomeadamente devido ao aumento de emissões de gases poluentes associados ao excessivo tráfego automóvel, que tem impacto direto na reprodução masculina.Com o objetivo de quantificar o impacto resultante do intenso tráfego rodoviário na função espermática, foram selecionadas duas regiões críticas da cidade de Lisboa: Avenida da Liberdade e Entrecampos. Segundo o relatório anual da qualidade do ar na Europa, os poluentes mais nocivos à saúde humana e, claro, na função reprodutiva são o material particulado (MP2,5 e MP10) e o dióxido de nitrogénio (NO2).Em Portugal, a rede de monitorização da qualidade do ar é operada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), sendo responsável pela validação dos dados registados pelos equipamentos de monitorização dos poluentes ambientais de uma determinada região. Assim, através do acesso à plataforma da APA foram obtidos os dados dos poluentes relevantes, disponibilizados pela base de dados da QualAr. Posteriormente, foram calculadas as concentrações mensais dos respetivos poluentes, durante os 12 meses do ano de 2019.A Diretiva Qualidade do Ar Ambiente (Diretiva QAA da UE, 2008) define normas de qualidade do ar relativas ás concentrações de poluentes presentes no ar ambiente. Desta forma, comparei com os dados obtidos resultantes do cálculo das concentrações mensais dos respetivos poluentes. Posteriormente, através da sustentação de bibliografia disponível, foi possível predizer o impacto na saúde reprodutiva destes indivíduos.Os resultados obtidos mostram que é expectável que se verifique uma diminuição da qualidade espermática dos indivíduos expostos nos meses de maior afluência rodoviária.Tendo em conta estes resultados, há a necessidade de adotar medidas preventivas de modo a não prejudicar a fertilidade dos indivíduos expostos.
This report aims to transmit the knowledge acquired resulting from the observational laboratory internship in Reproductive Medicine at the Clinimer clinic with the collaboration of Ferticentro, in Coimbra.During the established internship period, it was only possible to carry it out for a period of 2 months given the pandemic condition generated by Sars-Cov-2, I had the opportunity to establish contact with the laboratory practices applied in Human Reproduction. Thus, this laboratory internship allowed me to acquire knowledge of laboratory techniques practiced in a Medically Assisted Procreation (PMA) laboratory.I observed from the preparation of seminal samples to its application in the techniques of Intrauterine Insemination (IUI), In Vitro Fertilization (IVF), Intracytoplasmic Microinjection (ICSI), embryo transfer and cryopreservation and devitrification of gametes and embryos.Based on this stage, it was possible to develop a retrospective study to assess the effects of environmental pollutants on sperm function.For decades, numerous scientific studies have been reporting the decrease in sperm quality of individuals exposed to pollutants present in the environment, even in small concentrations, namely due to the increase in the emission of pollutant gases associated with excessive car traffic, which has a direct impact on male reproduction.To quantify the impact resulting from intense road traffic on spermatic function, two critical regions of Lisbon were selected: “Avenida da Liberdade” and “Entrecampos”. According to the annual report on air quality in Europe, the pollutants most harmful to human health and, of course, reproductive function are particulate matter (PM2.5 and PM10) and nitrogen dioxide (NO2).In Portugal, the air quality monitoring network is operated by the Portuguese Environment Agency (APA), which is responsible for validating the data recorded by the monitoring equipment for environmental pollutants in each region. Thus, through access to the APA platform, data on relevant pollutants were obtained, made available by the QualAr database. Later the monthly concentrations of the respective pollutants were calculated, for the 12 months of the year 2019.The Ambient Air Quality Directive (EU QAA Directive, 2008) defines air quality standards regarding the concentrations of pollutants present in the environment. In this way I compared with the data obtained from the calculation of monthly concentrations of the respective pollutants.Subsequently, through the support of the available bibliography, it was possible to predict the impact on the reproductive health of these individuals.The results obtained show that a decrease in the sperm quality of exposed individuals is expected in the months of greater traffic flow.Considering these results, there is a need to adopt preventive measures in order to not harm the fertility of exposed individuals.
Description: Dissertação de Mestrado em Bioquímica apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/96149
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação corrigida - Daniela Simões Morais.pdf2.5 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

10
checked on Nov 25, 2021

Download(s)

17
checked on Nov 25, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons