Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94975
Title: O INVESTIMENTO PARENTAL DE PAIS E MÃES NAS CONFIGURAÇÕES FAMILIARES DO SÉCULO XXI
Other Titles: PARENTAL INVESTMENT OF PARENTS AND MOTHERS IN 21ST CENTURY FAMILY FORMS
Authors: Vilaça, Ana Flora Medeiros
Orientador: Urbano, Pedro Manuel Malaquias Pires
Keywords: Parentalidade; Estilos Educativos Parentais; Investimento Parental; Coparentalidade; Família; Parenting; Parental Educational Styles; Parental investment; Coparenting; Family
Issue Date: 28-Oct-2019
Serial title, monograph or event: O INVESTIMENTO PARENTAL DE PAIS E MÃES NAS CONFIGURAÇÕES FAMILIARES DO SÉCULO XXI
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação
Abstract: This research focuses on the parental investment of fathers and mothers who belong to 21st century family forms. It presents as main objectives explore to the differences between parental figures (mother / father) regarding the intensity of parental investment in performing routine care tasks and the type of educational practices parents use in education and relationships with their children; to identify the relationship between parental investment of both parents with their sociodemographic characteristics; as well as to understand the relationship between parental investment of both parents with child characteristics. A sociodemographic questionnaire was used to collect parent´s sociodemographic data. To investigate the care provided to children, a care questionnaire was used regarding the activities that are part of the routine of most preschool children, with answers about the predominant presence of the mother in care - FRMother, the father - FRPai or both - PRMãeEPai, as it was used the scale EMPU-P, the Portuguese adaptation, for investigation of parenting styles. A total of 108 subjects participated in the research, including fathers and mothers of children who attended three kindergartens in the city of Coimbra. SPSS version 22 was used to evaluate the behavior of statistical measures for the different data. The results showed significant differences between parenting styles as a function of Emotional Support dimension and parent gender. Regarding investment in care, it was noted that age, educational attainment, professional activity, and family setting had an influence on the sharing of childcare among parents. This work had its results, in general, meeting the initial expectations of the study, as well as showed significant differences in the way parents invest in their children, either in the activities that concern the care they provide or in the type of parenting style, and that while mothers are still largely responsible for their children's activities and parenting style with greater Emotional Support, there has been a significant increase in father´s involvement, which has led the parental relationship to a coparenting relationship.
Esta investigação tem como foco o investimento parental dos pais e das mães que pertencem às configurações familiares do século XXI. Apresenta como objetivos específicos explorar as diferenças entre as figuras parentais (mãe/pai) relativamente à intensidade do investimento parental na execução de tarefas de cuidados de rotina e ao tipo de práticas educativas que utilizam na educação e relacionamento com seus filhos; identificar a relação entre o investimento parental de ambos os progenitores com características sociodemográficas dos mesmos; assim como perceber a relação entre o investimento parental de ambos os progenitores com características dos filhos. Utilizou-se um questionário sociodemográfico a fim de coletar os dados sociodemográficos dos progenitores. Para a investigação dos cuidados prestados aos filhos, foi utilizado um questionário de cuidados referentes as atividades que fazem parte da rotina da maior parte das crianças em idade pré-escolar, com respostas sobre a presença predominante da mãe nos cuidados - FRMãe, do pai - FRPai ou de ambos – PRMãeEPai, assim como foi utilizou-se a escala EMPU-P, a adaptação portuguesa, para investigação dos estilos parentais. Participaram da investigação 108 sujeitos, entre eles pais e mães de crianças que frequentavam três Jardins de Infância na cidade de Coimbra. Utilizou-se a versão 22 do SPSS para avaliar comportamento de medidas estatísticas para os diferentes dados. Os resultados mostraram diferenças significativas entre os estilos parentais em função da dimensão Suporte Emocional e do gênero dos progenitores. Quanto ao investimento nos cuidados, notou-se que a idade, habilitação literária, atividade profissional e configuração familiar exerceram influências no que diz respeito à partilha dos cuidados com os filhos entre os progenitores. Este trabalho, teve seus resultados indo ao encontro, de maneira geral, das expectativas iniciais do estudo, bem como mostrou as diferenças significativas na maneira que os progenitores investem em seus filhos, seja nas atividades que dizem respeito aos cuidados que oferecem ou no tipo de estilo parental que apresentam, e que embora as mães sejam ainda as maiores responsáveis pelas atividades que envolvem os filhos e por um estilo parental que apresenta maior Suporte Emocional, há um aumento significativo do envolvimento dos pais, o que tem conduzido a relação parental para uma relação de coparentalidade entre os progenitores.
Description: Dissertação de Mestrado em Temas de Psicologia do Desenvolvimento apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94975
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação final__Ana__flora.pdf1.05 MBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

69
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

4
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons