Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94888
Title: Avaliação Externa de Escolas e Processos de Inclusão - O caso de um Agrupamento de Escolas da região de Aveiro
Other Titles: External Evaluation of Schools and Inclusion Processes - The case of a Group of Schools in the Aveiro region
Authors: Castro, Susana Paula Torrão Carvalho de
Orientador: Barreira, Carlos Manuel Folgado
Lourenço, Rodrigo Teixeira
Keywords: avaliação Institucional; avaliação interna; avaliação externa; integração; inclusão; institutional evaluation; internal evaluation; external evaluation; integration; inclusion
Issue Date: 10-Nov-2020
Serial title, monograph or event: Avaliação Externa de Escolas e Processos de Inclusão - O caso de um Agrupamento de Escolas da região de Aveiro
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Este estudo surge num momento em que o desafio global da educação inclusiva assume uma importância crescente no sistema educativo português. A resposta a este desafio não está isenta de constrangimentos e dificuldades, resultantes das necessárias mudanças a implementar a nível organizacional, funcional, gestão dentro da sala de aula, gestão e articulação do currículo, coordenação dos diferentes agentes educativos, entre outras. Para que a aprendizagem aconteça efetivamente para todos, a escola precisa de se re-configurar e de se re-significar, pois só assim poderá cumprir a sua missão, ou seja, garantir uma educação de qualidade a todas as crianças e jovens dentro de um paradigma de equidade.Paralelamente, e no quadro das atuais políticas educativas, a avaliação institucional tem vindo a assumir particular relevância. Nas organizações escolares, a avaliação resulta do cruzamento da avaliação interna com a avaliação externa. A avaliação interna é feita pelos próprios intervenientes da escola, numa dinâmica de reflexão-ação conducente à elaboração de planos de melhoria. A avaliação externa é efetuada por agentes externos às organizações escolares e tem como objetivo fundamental a prestação de contas (accountability) e a melhoria da qualidade do serviço de educação.Em 2019 iniciou-se o 3º Ciclo de Avaliação Externa de Escolas e Agrupamentos, com a introdução do fator da inclusão como prioritário, isto é, como indicador a balizar o trabalho e as práticas desenvolvidas nas organizações escolares, ao abrigo das novas políticas educativas. Neste sentido, importa perceber até que ponto é que as escolas estão a conseguir implementar procedimentos internos de inclusão escolar, alinhados com o Quadro de referência deste 3º Ciclo de Avaliação. Para o efeito, este projeto de investigação debruça-se sobre um fenómeno educativo, dentro de um contexto de vida real, integrando um estudo de caso. O Agrupamento onde foi realizado o estudo, apesar das contrariedades, tem vindo a desenvolver uma cultura de melhoria institucional, com enfoque estratégico na qualidade dos processos de inclusão e dos seus resultados.
This study comes at a time when the global challenge of inclusive education takes on an increasing importance in the portuguese educacional system. The answer to this challenge is not exempt from constraints and difficulties, resulting from the necessary changes to be implemented at the organizational, functional level, management within the classroom, curriculum management and articulation, coordination of different educacional agents, among others. For learning to take place effectively for all, the school needs to reconfigure and re-signify itself, as the only way it can fulfill its mission, that is, guarantee a quality education to all children and young people within a paradigm of true equity.In parallel, within the framework of current educational policies, institutional assessment has been particularly important. In the school organizations, the evaluation results from the crossing of the internal evaluation with the external evaluation. The internal evaluation is carried out by the school's own participants, in a dynamic of reflection-action leading to the elaboration of improvement plans. The external evaluation is carried out by external agents to the school organizations and has as main goal to the accountability and the improvement of the education service quality.In 2019, the 3rd Cycle of External Evaluation of Schools and Groupings began, with the inclusion factor as a priority, that is, as an indicator to guide the work and practices developed in school organizations, under the new educational policies. In this sense, it is important to understand the extent to which schools are managing to implement internal school inclusion procedures, in line with the reference framework of this 3rd Cycle of Assessment. To this end, this research project focuses on an educational phenomenon, within a real life context, integrating a case study. The Group where the study was carried out, despite the setbacks, has beem developing a culture of institutional improvement, with a strategic focus on the quality of the inclusion processes and their resltus.
Description: Dissertação de Mestrado em Administração Educacional apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94888
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Susana Castro _VC___.pdf6.56 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

38
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

14
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons