Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94887
Title: OS CONTRIBUTOS DA FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO PARA A FORMAÇÃO DO ALUNO: PERCEÇÕES DOS TUTORES E DOS PROFESSORES ORIENTADORES – UM ESTUDO DE CASO
Other Titles: THE CONTRIBUTIONS OF TRAINING IN THE WORK CONTEXT FOR STUDENT TRAINING: PERCEPTIONS OF TUTORS AND GUIDING TEACHERS - A CASE STUDY
Authors: Aires, Maria da Conceição Vicente da Costa
Orientador: Matos, Armanda Pinto Mota
Keywords: cursos profissionais; formação em contexto de trabalho; competências; tutor; professor orientador; Professional courses; training in the workplace; skills; tutor; guiding teacher
Issue Date: 3-Dec-2020
Serial title, monograph or event: OS CONTRIBUTOS DA FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO PARA A FORMAÇÃO DO ALUNO: PERCEÇÕES DOS TUTORES E DOS PROFESSORES ORIENTADORES – UM ESTUDO DE CASO
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Vivemos neste século XXI num contexto de complexidade, incerteza e mudança, o que se reflete no mundo do trabalho. Assim, este mostra-se cada vez mais exigente relativamente às competências que os trabalhadores devem evidenciar, sendo que as competências técnicas já não são suficientes. De facto, é imperativo que os jovens desenvolvam igualmente competências pessoais e interpessoais para enfrentar e dar resposta às solicitações das organizações. Esta é uma preocupação de quem educa os jovens e dedica, diariamente, tempo em tarefas com esta missão.Os alunos dos cursos profissionais realizam uma transição da vida escolar para a vida profissional, através de um estágio ou formação em contexto de trabalho, em que a escola realiza parcerias com organizações locais, nomeadamente com empresas. Antes desta transição, os alunos já realizaram formação na sociedade, em diferentes contextos de aprendizagem, nomeadamente com agentes como a família e como a escola, os quais iniciam e lançam os alicerces essenciais à sua futura integração profissional. A referida transição permite pôr em prática as competências aprendidas e desenvolvidas com estes agentes, e desenvolver outras competências que são essenciais à realização profissional dos futuros trabalhadores e ao sucesso e desenvolvimento sustentado das organizações. Nesta fase o aluno é acompanhado, orientado e avaliado por tutores das organizações, que fazem a ponte com a escola, através de professores orientadores. Este trabalho apresenta um estudo de caso sobre as perceções que os tutores e os professores orientadores dos alunos de um agrupamento de escolas do centro do país têm relativamente ao contributo desta fase do percurso escolar para a formação do aluno. Dito de outra forma, a investigação aqui descrita pretendeu averiguar se a formação em contexto de trabalho acrescenta valor à formação dos alunos e a que nível é que isso ocorre, na perceção de quem dá continuidade à sua formação nesta fase. Com este objetivo, foram realizadas entrevistas aos tutores das empresas, onde os alunos realizam a formação em contexto de trabalho, e um focus group com os professores orientadores desta formação. A análise dos resultados permite concluir que a Formação em Contexto de Trabalho (FCT) contribui significativamente para a formação do aluno, verificando-se muitas vantagens para vários intervenientes, sendo que os alunos são os principais beneficiários. Eles têm a possibilidade de aplicar os conhecimentos teóricos, contactando com a realidade, obtêm mais conhecimento do mundo do trabalho, aprendendo e desenvolvendo muitas competências, não só técnicas, mas também pessoais e interpessoais, ficando mais preparados para ingressar no mercado de trabalho. Porém, o estudo também permite concluir que existem alguns constrangimentos que limitam o contributo da FCT. Com base nos resultados obtidos, são apresentadas algumas propostas de melhoria da FCT.
We live in this 21st century in a context of complexity, uncertainty and change, which is reflected in the world of work. Thus, this world is increasingly demanding regarding the skills that workers must demonstrate, and technical skills are no longer sufficient. In fact, it is imperative that young people also develop personal and interpersonal skills to face and respond to requests from organizations. This is a concern for those who educate young people and devote daily time to tasks with this mission.The students of professional courses make a transition from school to professional life, through an internship or training in a work context, in which the school establish partnerships with local organizations, namely with companies. Before this transition, students have already undergone training in society, in different learning contexts, namely with agents such as the family and the school, who initiate and lay the foundations essential for their future professional integration. This transition allows to put into practice the skills learned and developed with these agents, and to develop other skills that are essential to the professional fulfillment of future workers and to the success and sustained development of organizations. In this phase, the student is accompanied, guided and evaluated by tutors from the organizations, who make the bridge with the school, through guiding teachers.This work presents a case study about the perceptions that tutors and teachers guiding students from a group of schools in the center of the country have regarding the contribution of this phase of the school path to the formation of the student. In other words, the research described here aimed to ascertain whether training in the workplace adds value to the training of students and at what level does this occur, in the perception of those who guide their training at this stage. With this objective, interviews were conducted with the tutors of the companies where students carry out training in the workplace, and a focus group with the teachers who guide this training. The analysis of the results allows to conclude that the Training in Work Context (FCT) contributes significantly to the students’ training, with many advantages for several stakeholders, with the students being the main beneficiaries. They have the possibility to apply theoretical knowledge, contact reality, obtain more knowledge about the world of work, to learn and develop many skills, not only technical but also personal and interpersonal, thus becoming more prepared to enter the labor market. However, the study also allows us to conclude that there are some constraints that limit the contribution of FCT. Based on the results obtained, some proposals for improving the FCT are presented.
Description: Dissertação de Mestrado em Administração Educacional apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94887
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação - Maria da Conceição Vicente da Costa Aires.pdf3.67 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

20
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

3
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons