Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94833
Title: Fatores psicológicos preditores da intenção de doação de gâmetas
Other Titles: Psychological factors predicting the intention to donate gametes
Authors: Rodrigues, Ana Filipa de Almeida
Orientador: Canavarro, Maria Cristina Cruz Sousa Portocarrero
Ramos, Mariana Costa Brandão de Moura
Keywords: doação de gâmetas; motivação; intenção; Gamete donation; motivation; intencion
Issue Date: 24-Jul-2019
Serial title, monograph or event: Fatores psicológicos preditores da intenção de doação de gâmetas
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Goals. The present study aimed to examine the psychosocial and psychological factors of intention to donate gametes and the differences between men and women regarding the motivation and intention to donate, based on the Theory of Planned Behavior (TPB). Method. This study was conducted with a sample of the general population, composed of 405 participants aged between 18 and 35 years, of both genders. A cross-sectional study, which was collected through self-administered questionnaires made available online. The protocol included measures evaluating altruism, personality, motivations for parenting, attitudes, subjective norms, behavioral control (TPB components), motivation and intention to donate gametes. Results. Data analysis indicated that altruism emerges with a direct effect on the intention to donate gametes, in the female sex and with na indirect effect on the intention to donate through the motivation to donate, in the male sex. In general, the motivations for parenting arise with an indirect effect on intention through the motivation to donate gametes in both genders. Personality was a direct predictor of intention to donate gametes and attitudes, subjective norms and behavioral controlo over donation revealed an indirect effect on intention to donate through motivation in the female sex. In the male sex, only attitudes towards the donation have proved to be direct predictors of motivation and intention to donate. Conclusions. The present study demonstrated that some psychological factors seem to appear as explanatory to the intention to donate, as well as that there are some differences between men and women in this intention. The motivations for parenting, personality, and altruism, attitudes, subjective norms and behavioral control in relation to donate have emerged as psychological factors that explain the intention to give. Theory of Planned Behavior proved to be a good model for explaining and predicting the motivations and intentions to donate gametes.
Objetivos. O presente estudo pretendeu conhecer os fatores psicossociais e psicológicos da intenção para doar e compreender as diferenças entre homens e mulheres na motivação e intenção para doar. Método. Este estudo foi conduzido com uma amostra de população geral, composta por 405 participantes com idades compreendias entre os 18 e os 35 anos, de ambos os sexos. Um estudo transversal, cuja recolha foi realizada através de questionários autoadministrados disponibilizados online. O protocolo incluiu instrumentos para avaliar altruísmo, personalidade, motivações para a parentalidade, atitudes, normas subjetivas e controlo comportamental em relação à doação, motivação e intenção para doar gâmetas. Resultados. As análises de dados revelaram que o altruísmo surge com um efeito direto na intenção para doar gâmetas, no sexo feminino e com um efeito indireto na intenção para doar através da motivação para doar, no sexo masculino. De um modo geral, as motivações para a parentalidade surgem com um efeito indireto na intenção através da motivação para doar gâmetas, em ambos os sexos. A personalidade revelou-se preditora direta da intenção para doar e as atitudes, normas subjetivas e controlo comportamental em relação à doação revelaram um efeito indireto na intenção para doar gâmetas através da motivação para a doação, no sexo feminino. No sexo masculino, apenas as atitudes em relação à doação se revelaram preditoras diretas da motivação e da intenção para doar. Conclusões. O presente estudo demonstrou que alguns fatores psicológicos parecem surgir como explicativos para a intenção de doar, bem como que existem algumas diferenças entre homens e mulheres nesta intenção. As motivações para a parentalidade, personalidade, altruísmo, atitudes, normas subjetivas e controlo comportamental em relação à doação surgiram como fatores psicológicos explicativos da intenção para doar. A Teoria do Comportamento Planeado revelou-se como um bom modelo para explicar e predizer as motivações e intenções para doar gâmetas.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94833
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_Ana_Filipa_Almeida_Rodrigues.pdf1.07 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons