Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94733
Title: O Lado Negro da Liderança: A Liderança Tóxica - e os seus efeitos no comportamento e bem-estar dos colaboradores
Other Titles: The dark side of leadership: toxic leadership - and its effects on employees' behaviour and well-being
Authors: Costa, Ana Filipe Fernandes da
Orientador: Coelho, Arnaldo Fernandes Matos
Keywords: Liderança Tóxica; Supervisão Abusiva; PANAS; Orientação para o Cliente; Satisfação com a Vida; Toxic Leadership; Abusive Supervision; PANAS; Customer Orientation; Life Satisfaction
Issue Date: 5-Dec-2020
Serial title, monograph or event: O Lado Negro da Liderança: A Liderança Tóxica - e os seus efeitos no comportamento e bem-estar dos colaboradores
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Purpose: The present investigation seeks to develop the concept of Toxic Leadership, mostly known as Abusive Supervision, and its relationship to the PANAS scale, Customer Orientation and Life Satisfaction. Approach: In order to better understand the impact Toxic Leadership has on the other variables, data was collected from an online survey and analyzed through the structural equations model. 247 subjects who had suffered through Toxic Leadership answered the test. Results: Toxic Leadership strongly impacts the Negative Affect, although it didn’t show the expected negative impact on the Positive Affect. Positive Affect has a positive effect on Customer Orientation and Life Satisfaction, while Negative Affect has the opposite effect on these two variables. In this way, Toxic Leadership worsens Customer Orientation and Life Satisfaction. Limitations: This study relies on a small sample of convenience, and further research is needed in order to assess the validity of the results. Practical Contributions: This study further validates the idea of Toxic Leadership as a type of leadership, which is often considered to be only positive but, as shown, can be negative. It helps to understand this phenomenon and its influence on Positive and Negative Effects, Customer Orientation, and Life Satisfaction. The results emphasize the need for early recognition of a toxic leader, as well as the need for botching the reward system it preys on – therefore reducing its impact on office morale, productivity and retention. Originality: the conceptual model of this study has defined relationships not found in any other empirical study, as far as the author could tell.
Objetivo: A presente investigação tem como objetivo explorar o conceito de Liderança Tóxica ou Supervisão Abusiva – termos ainda pouco aceites – e a sua relação com os Afetos Positivos e Negativos, que por sua vez teriam impacto na Orientação para o Cliente e na Satisfação com a Vida. Abordagem: Para compreender o impacto da Supervisão Abusiva nas outras variáveis, desenvolveu-se um estudo quantitativo, cujo método de pesquisa passou pelo inquérito online e análise dos dados obtidos com base no Modelo de Equações Estruturais. No total, foram analisadas 247 respostas de pessoas que sofreram de Supervisão Abusiva, de forma a testar as seis hipóteses do modelo concetual. Resultados: Encontrou-se uma forte correlação entre Supervisão Abusiva e um aumento dos Afetos Negativos, embora não tenha sido possível provar que esta afete negativamente os Afetos Positivos. Por sua vez, os Afetos Positivos mostraram ter um forte impacto positivo na Orientação para o Cliente assim como na Satisfação com a Vida; os Afetos Negativos obtiveram o resultado oposto, afetando negativamente a Orientação para o Cliente e a Satisfação com a Vida. Desta forma, pode-se concluir que a Supervisão Abusiva tem impacto negativo na Orientação para o Cliente e na Satisfação com a Vida.Limitações: O estudo foi feito com uma pequena amostra de conveniência e é necessário aprofundar as investigações nesta direção.Implicações práticas: Este estudo contribui para a noção de Liderança Tóxica enquanto tipo válido de liderança, reforçando a ideia de que esta pode ser negativa. É também um passo na compreensão desta variável, assim como nas suas implicações nos Afetos Positivos e Negativos, na Orientação para o Cliente, e na Satisfação com a Vida. As conclusões obtidas reforçam a necessidade de as empresas reconhecerem atempadamente a Supervisão Abusiva, impedindo que seja uma atitude recompensada e apoiada pelas hierarquias superiores – e reduzindo o impacto a longo prazo como diminuição da produtividade e da taxa de retenção de colaboradores.Originalidade: o modelo concetual deste estudo estabelece relações entre variáveis que não foram encontradas na literatura, sendo este o caso da Supervisão Abusiva e da Orientação para o Cliente – cuja correlação negativa foi aqui validada empiricamente.
Description: Dissertação de Mestrado em Marketing apresentada à Faculdade de Economia
URI: http://hdl.handle.net/10316/94733
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Versão-final-editada-depois-da-defesa.pdf920.96 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

53
checked on Jul 22, 2021

Download(s)

29
checked on Jul 22, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons