Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94660
Title: Interações entre Desenvolvimento e Pedagogia: um modelo alternativo? O caso do Comércio Justo
Other Titles: Interactions between Development and Pedagogy: an alternative model? The case of Fair Trade
Authors: Carmo, Ana Margarida Barros do
Orientador: Roque, Sílvia
Keywords: desenvolvimento; alternativas ao desenvolvimento; pedagogia descolonial; educação para o desenvolvimento e cidadania global; comércio justo; development; alternatives to development; decolonial pedagogy; development education and global citizenship; fair trade
Issue Date: 9-Dec-2020
Serial title, monograph or event: Interações entre Desenvolvimento e Pedagogia: um modelo alternativo? O caso do Comércio Justo
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Em 1949, a Doutrina Truman definiu um novo paradigma na conjuntura económica internacional ao propor desenvolver economicamente os países “menos desenvolvidos”. Todos os países deveriam cooperar no seio das instituições internacionais numa rede comercial mais justa, e os países ricos deveriam disponibilizar o seu conhecimento técnico-científico para que os países pobres conseguissem impulsionar o crescimento e a produção da sua economia e atingir os mesmos níveis de bem-estar dos países ricos. A “invenção” do desenvolvimento ocidental tornou hegemónico um modelo baseado nos princípios da modernidade europeia, no conhecimento científico racional, economicista e individualista. O desenvolvimento enquanto projeto de modernização perpetua um pensamento colonial, cria linhas abissais e desacredita outros conhecimentos julgados como não-modernos, incluindo os conhecimentos populares, camponeses ou indígenas e invisibiliza outras realidades que se encontram no Sul Global. Para ultrapassar a matriz colonial é necessário descolonizar pensamentos e práticas, possível se a pedagogia for tida como um processo político de aprendizagem, des-aprendizagem e reaprendizagem onde seja possível refletir coletivamente sobre a condição colonial e agir no sentido de derrubar as opressões que origina e perpetua. Ao longo desta dissertação proponho-me a debater o paradigma do desenvolvimento e, através de uma crítica pós-desenvolvimentista, a propor a pedagogia como ferramenta metodológica útil na criação de sociedades críticas e plurais. O paradigma económico e pedagógico irá convergir no movimento do Comércio Justo, que serve de estudo de caso, por procurar criar sociedades mais justas e equitativas através do pagamento de preços justos aos pequenos produtores, eliminação dos intermediários e acessibilidade na entrada do comércio internacional, e pelo trabalho de sensibilização junto da sociedade civil pelos direitos dos trabalhadores e do ambiente. Pretende-se então responder à pergunta: como é que o Comércio Justo pode ser uma prática pedagógica, integrada nas agendas de Educação para o Desenvolvimento, que promove formas de desenvolvimento mais justas a nível social, económico e ambiental, contribuindo para uma maior equidade social? O objetivo é analisar as potencialidades deste movimento e das suas ferramentas na criação de sociedades mais justas e equitativas através do fomento de uma Educação para o Desenvolvimento e Cidadania Global que seja também crítica e procure alternativas.
In 1949, the Truman Doctrine defined a new paradigm in the international economic climate by proposing to economically develop the "least developed" countries. All countries should cooperate within international institutions in a fairer trade network, and rich countries should make their scientific and technical knowledge available so that poor countries could boost the growth and production of their economy and achieve the same levels of well-being as rich countries. The "invention" of Western development has made hegemonic a model based on the principles of European modernity, rational, economic and individualistic scientific knowledge. Development as a modernisation project perpetuates colonial thinking, creates abyssal lines and discredits other knowledge judged as non-modern, including popular, peasant or indigenous knowledge, and makes other realities in the Global South invisible. To overcome the colonial matrix it is necessary to decolonise thoughts and practices, which is possible if pedagogy is seen as a political process of learning, unlearning and re-learning where it is possible to reflect collectively on the colonial condition and act to overthrow the oppressions it originates and perpetuates. Throughout this dissertation I propose to debate the development paradigm and, through a post-developmentalist critique, to propose pedagogy as a useful methodological tool in the creation of critical and plural societies. The economic and pedagogical paradigm will converge in the Fair Trade movement, which serves as a case study, by seeking to create more just and equitable societies through the payment of fair prices to small producers, the elimination of intermediaries and accessibility at the entrance to international trade, and by working to raise awareness in civil society of workers' rights and the environment. The aim is then to answer the question: how can Fair Trade be a pedagogical practice, integrated into Development Education agendas, that promotes more socially, economically and environmentally just forms of development, contributing to greater social equity? The aim is to analyse the potential of this movement and its tools for creating more just and equitable societies by promoting a Development Education and Global Citizenship that is also critical and seeks alternatives.
Description: Dissertação de Mestrado em Relações Internacionais - Estudos da Paz, Segurança e Desenvolvimento apresentada à Faculdade de Economia
URI: http://hdl.handle.net/10316/94660
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
AnaCarmo_dissertação.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

52
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

30
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons