Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94584
Title: Perceção do Choro do Bebé: Estudo Exploratório de Aspetos Diferenciais entre Pai e Mãe na Perceção Acústica do Choro
Other Titles: Perception of Baby Crying: Exploratory Study of the Differences between Father and Mother in the Acoustic Perception of Baby Crying
Authors: Santos, Patricía Sousa
Orientador: Sá, Joaquim Eduardo Nunes
Keywords: Choro Infantil; Tipos de Choro; Perceção; Resposta Emocional; Baby Cry; Types of Cries; Cry Perception; Emotional Response
Issue Date: 28-Jul-2020
Serial title, monograph or event: Perceção do Choro do Bebé: Estudo Exploratório de Aspetos Diferenciais entre Pai e Mãe na Perceção Acústica do Choro
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Objetivos: Procura-se averiguar se pai e mãe são capazes de percecionar corretamente dois tipos de choro – especificamente, choro de fome e choro de dor – tendo apenas informação acústica. Pretende-se, ainda, apurar se existem diferenças entre pai e mãe nesta capacidade de identificação do choro. Método: Para satisfazer tais objetivos, realizou-se um estudo de caráter exploratório, descritivo-correlacional, comparativo e transversal, de natureza quantitativa. O protocolo usado foi especificamente criado para esta investigação, e além da declaração de consentimento informado, incluiu: i) questionário sociodemográfico, para recolha de informações sociodemográficas do sujeito, do agregado familiar, bem como informações sobre a experiência anterior dos pais na prestação de cuidados a bebés; ii) entrevista semiestruturada, para perceber como os pais reagem habitualmente ao choro do seu próprio filho/a; iii) um teste auditivo de identificação do choro para testar a capacidade de perceção e identificação do choro dos sujeitos; iv) questionário sobre o estado emocional, objetivando-se a perceber as alterações emocionais que ocorrem nos sujeitos quando ouvem o choro. A amostra total contou com 28 sujeitos, 13 do sexo masculino e 15 do sexo feminino. Resultados: Os sujeitos demonstraram capacidades de perceção e identificação de diferentes tipos de choro com informação exclusivamente acústica. Sendo que, não se encontraram diferenças, estatisticamente significativas, entre pai e mãe nesta capacidade de identificação do choro. Verificou-se ainda que, os sujeitos não relataram alterações emocionais significativas. Discussão e conclusões: Pai e Mãe demonstraram a capacidade de percecionar corretamente o choro do bebé, percebendo assim as necessidades neurofisiológicas do bebé. Os resultados desta investigação são discutidos com base na literatura existente sobre a temática. Esta investigação acarreta implicações práticas para todos os profissionais de saúde que acompanhem pais, mães e bebés e ressalta a pertinência de investigar esta problemática, não só na perspetiva do ouvinte, mas também no estudo do choro no geral e de cada tipo de choro em particular. A compreensão do choro do bebé na sua plenitude pode ser um optimizador do desenvolvimento infantil desde o nascimento.
Objectives: It is examined whether the father and the mother are capable of correctly perceiving two types of cries - specifically, hunger cry and pain cry - having only acoustic information. It is also intended to ascertain whether there are differences between the sexes in this ability to identify cry. Methods: For this purpose, an exploratory, cross-sectional, descriptive-correlational and comparative study of a quantitative approach is used. The protocol of investigation administered, was specifically created for this investigation, in addition to the respective declaration of informed consent, integrated: i) a sociodemographic questionnaire, in order to gather sociodemographic characteristics of the subject, the household and information related to the previous care experience to infants; ii) semi-structured interview, to understand how parents usually react to their own child's crying; iii) an instrument to test the subjects' ability to perceive and identify cry; iv) a questionnaire about the emotional state, aiming at perceiving the emotional changes that occur in the subjects when they hear the cry. The total sample consisted of 28 subjects, 13 males and 15 females. Results: The subjects demonstrated the ability to perceive and identify different types of cries exclusively with acoustic information. No statistically significant gender differences were found in this ability to identify cry. It was also found that the subjects reported no significant emotional changes. Discussion and conclusions: Both the father and the mother demonstrated the ability to correctly perceive the baby's cry, perceiving the neurophysiological needs of the baby. The results are discussed based on the available literature in this area. This research has practical implications for all health professionals who follow fathers, mothers and babies and highlights the relevance of investigating this matter, not only from the perspective of the listener, but also in the study of crying in general and of each type of cry. Understanding baby cry can be an optimizer of child development from birth.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94584
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Patrícia Santos.pdf784.5 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

87
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

90
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons