Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94571
Title: Estudos de Validação do Questionário do Ajustamento Interparental – versão Filhos (QAI-F)
Other Titles: Validation Studies of the Interparental Adjustment Questionnaire – Children version (QAI-F)
Authors: Simões, Inês Fernandes
Orientador: Alberto, Isabel Maria Marques
Keywords: Parentalidade; Divórcio; Ajustamento interparental; avaliação psicológica; qualidades psicométricas; Parenting; Divorce; Interparental adjustment; psychological assessment; psychometric qualities
Issue Date: 17-Dec-2020
Serial title, monograph or event: Estudos de Validação do Questionário do Ajustamento Interparental – versão Filhos (QAI-F)
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: A parentalidade constitui um dos desafios mais exigentes da vida adulta. Com o crescente número de divórcios nas últimas décadas, a avaliação psicológica forense no âmbito da parentalidade tem ganho uma importância cada vez maior, particularmente na averiguação da capacidade e competências parentais. Neste contexto de avaliação, tem aumentado o número de instrumentos psicométricos que se focam na parentalidade, mas são escassos os que pretendem avaliar a qualidade do ajustamento entre pais, no exercício da parentalidade. Este estudo pretende contribuir para colmatar esta escassez, tendo por objetivo a construção e validação de um instrumento para a população portuguesa, o Questionário do Ajustamento Interparental, especificamente numa versão para filhos (QAI-F).O presente estudo tem por base uma amostra da população geral (N = 100), com participantes com idades compreendidas entre os 10 e os 17 anos. Procurou-se apurar as qualidades psicométricas do QAI- F ao nível da precisão, especificamente da consistência interna, e da validade de construto através da análise fatorial, e estabelecer as medidas de tendência central e de dispersão. Analisou-se ainda a influência das variáveis sexo e idade nos resultados obtidos no QAI-F. Os resultados indicam qualidades psicométricas muito boas ao nível da consistência interna e a estrutura fatorial resultou na identificação de dois fatores comuns tendo por referência as respostas ao pai e à mãe, nomeadamente Cooperação e Suporte e Conflito Interparental. Nos resultados, o teste t-student para amostras independentes tendo por referência o pai e a mãe, não indicou diferenças estatisticamente significativas quando consideradas as variáveis sexo e idade dos filhos. O teste t-student para amostras emparelhadas revelou diferenças estatisticamente significativas nos resultados entre pai e mãe, com valores superiores reportados tendo por referência o pai.
Parenting is one of the most demanding and arduous activities of adult life. With the increasing number of divorces over the past few decades, forensic psychological assessment in parenting gained a significant importance in the evaluation of parental skills and competences. In this context of assessment, the number of parenting-focused psychometric instruments increased, but few intend to assess the quality of adjustment between parents, in parenting. This study aims to contribute to fill this shortage with the construction and validation of an instrument for the Portuguese population (Questionnaire on Interparental Adjustment - QAI), specifically in a version for children. The study is based on a general population sample (N = 100), with participants aged between 10 and 17 years. We assessed psychometric qualities of QAI-F (children version) in terms of precision, specifically internal consistency, and construct validity. We also established measures of central tendency and dispersion and analyzed the influence of the variables gender and age on the results of QAI-F.Results showed very good psychometric qualities in terms of internal consistency. The factorial structure resulted in the identification of two common factors with reference to the father and mother, named Cooperation and Support and Interparental Conflict. The t-test for independent samples found no statistically significant differences between father and mother, when we considered the variables gender and age of the children. The t-test for paired samples revealed statistically significant results between father and mother, with higher values reported with reference to the father.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94571
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
TeseFinal_Ajustamento_Interparental_InêsSimões_.pdf1.28 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

41
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

9
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons