Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94556
Title: Sexualidade na Gravidez: Estudo exploratório sobre o impacto da gravidez e do pós-parto na satisfação com a sexualidade e na relação conjugal
Other Titles: Sexuality in Pregnancy: An exploratory study on the impact of pregnancy and postpartum on sexuality satisfaction and marital relationship
Authors: Vieira, Joana Goncalves
Orientador: Sá, Joaquim Eduardo Nunes
Keywords: Gravidez; Sexualidade; Satisfação; Saúde sexual; Relação conjugal; Pregnancy; Sexuality; Satisfaction; Sexual health; Marital relationship
Issue Date: 30-Jul-2020
Serial title, monograph or event: Sexualidade na Gravidez: Estudo exploratório sobre o impacto da gravidez e do pós-parto na satisfação com a sexualidade e na relação conjugal
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Objectives: It seeks to find out whether there are any changes relating to sexuality in pregnancy, to assess sexual satisfaction before, during and after pregnancy, and finally to check whether there is a link between previous satisfaction or dissatisfaction with sexuality and sexual satisfaction or dissatisfaction during pregnancy; understand if the emotional aspects of the marital relationship are related to satisfaction with sexuality during pregnancy; collect the experiences of pregnancy referred to by women, in order to understand the changes felt in themselves, in their own bodies and in the affective perspective of the conjugal relationship; to investigate the possible changes that the existence of a baby implies in the conjugal relationship and the satisfaction with sexuality after pregnancy. Methods: For this purpose, the present study reveals an exploratory, correlational, comparative and cross-sectional character, of a qualitative nature. The research protocol included: i) a sociodemographic questionnaire, in order to gather information about the sample under study; ii) the Questionnaire on Sexuality in Pregnancy - pregnant women version, developed specifically for the purposes of this research, with the aim of understanding each woman's experiences in the sense of sexuality and marital relationship before and during pregnancy; and iii) the Questionnaire on Sexuality in Pregnancy – mothers version, also developed specifically for the purposes of this research, with the aim of understanding each woman's experiences of sexuality and marital relationship before, during and after pregnancy. The total sample includes 336 women, of whom 50 are pregnant and 286 are mothers with babies at the age of 2. Results: It was found that 86.0% of women obtained information on sexuality in pregnancy through various means of information; 53.9% of women revealed that sexuality in pregnancy remained the same and the remaining 46.1% said it changed; there was a decrease in satisfaction with sexuality relative to the period before pregnancy (M=4.13; SD=954) for the period during pregnancy (M=3.27; SD=1.172). There was also a decrease in satisfaction with postpartum sexuality (M=3.00; SD=1.306); in addition, it was observed that 72.3% of women continued to have a sexual interest in their partner from the moment they acknowledged that they were pregnant and 59.8% did not feel a desire for their partner. Discussion and conclusions: There is no relation between prior satisfaction with sexuality and satisfaction during pregnancy; it confirms a relation between the time and effort involved in caring for a baby and satisfaction with sexuality after pregnancy. The results are discussed based on the available literature in this area, revealing practical implications for the intervention of health professionals to better inform women and their partners about the experience of sexuality during pregnancy, maintaining the quality of it and their marital relationship.
Objetivos: Procura-se apurar se existem alterações relativas à sexualidade na gravidez, avaliar a satisfação sexual antes, durante e após a gravidez e, por fim, verificar se existe relação entre a satisfação ou insatisfação prévia com a sexualidade e a satisfação ou insatisfação sexual durante a gravidez; compreender se os aspetos emocionais da relação conjugal estão relacionados com a satisfação com a sexualidade, durante a gravidez; recolher as vivências da gravidez referidas pelas mulheres, no sentido de compreender as alterações sentidas em si, no seu próprio corpo e na perspetiva afetiva do relacionamento conjugal; averiguar as possíveis alterações que a existência de um bebé implica na relação conjugal e na satisfação com a sexualidade após a gravidez. Métodos: Para o efeito, o presente estudo revela um caráter exploratório, descritivo correlacional, comparativo e transversal, de natureza qualitativa. O protocolo de investigação integrou: i) um questionário sociodemográfico, com a finalidade de reunir informações acerca da amostra em estudo; ii) o Questionário sobre a Sexualidade na Gravidez – versão para grávidas, desenvolvido especificamente para propósitos da presente investigação, com a finalidade de compreender as experiências de cada mulher no sentido da sexualidade e da relação conjugal antes e durante a gravidez; e iii) o Questionário sobre a Sexualidade na Gravidez – versão para mães, igualmente desenvolvido especificamente para propósitos da presente investigação, com a finalidade de compreender as experiências de cada mulher no sentido da sexualidade e da relação conjugal antes, durante a gravidez e no pós-parto. A amostra total integra 336 mulheres, das quais 50 são grávidas e 286 são mães com bebés até aos 2 anos de idade. Resultados: 53.9% das mulheres revelaram que a sexualidade na gravidez permaneceu idêntica e as restantes 46.1% disseram que esta se alterou; observou-se um decréscimo na satisfação com a sexualidade relativamente ao período antes da gravidez (M=4.13; DP=.954) para o período durante a gravidez (M=3.27; DP=1.172). Verificou-se ainda um decréscimo da satisfação com a sexualidade no pós-parto (M=3.00; DP=1.306); para além disto, observou-se que 72.3% das mulheres continuaram a ter interesse sexual pelo seu companheiro a partir do momento em que souberam que estavam grávidas e 59.8% não se sentiam objeto de desejo pelo seu companheiro. Discussão e conclusões: Não se verifica uma relação entre a satisfação prévia com a sexualidade e a satisfação durante a gravidez; confirma-se uma relação entre o tempo e esforço que os cuidados com o bebé implicam e a satisfação com a sexualidade após a gravidez. Os resultados são discutidos à luz da literatura existente na área, revelando implicações práticas no sentido da intervenção dos profissionais de saúde para melhor informação das mulheres e dos seus companheiros na vivência da sexualidade durante a gravidez, mantendo a qualidade da mesma e da sua relação conjugal.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94556
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Sexualidade na Gravidez - Dissertação Joana Gonçalves Vieira.pdf963.08 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

98
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

198
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons