Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94555
Title: Evitamento de comportamentos de doença e o seu papel mediador na relação entre a vergonha e sintomas depressivos numa amostra mista de doentes crónicos
Other Titles: Illness behavior avoidance and its mediating role in the relationship between shame and depressive symptomatology in a mixed sample of chronic patients
Authors: Pinto, Maria Helena Pereira
Orientador: Gomes, Ana Cardoso Allen
Trindade, Maria Inês Oliveira e Costa de Almeida
Keywords: Doenças crónicas; evitamento de comportamentos de doença; qualidade do sono; sintomatologia depressiva; vergonha relacionada com a doença; Chronic diseases; chronic illness-related shame; depressive symptoms; illness behaviour avoidance; sleep quality
Issue Date: 20-Jul-2020
Serial title, monograph or event: Evitamento de comportamentos de doença e o seu papel mediador na relação entre a vergonha e sintomas depressivos numa amostra mista de doentes crónicos
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: The experience of a chronic illness causes a set of challenges that can have an impact on the psychological functioning of patients. This experience can affect the quality of life and well-being of these individuals, so it is pertinent to study the psychological mechanisms that may be related to these difficulties. Therefore, the present dissertation aims to study the relationship between chronic illness-related shame, depressive symptomatology and quality of sleep, having as a mediating mecanism experiential avoidance regarding illness behaviors. A preliminary analysis of the Illness Behavior Avoidance Scale’s factorial structure was also conducted.This study comprised a mixed sample of 224 participants (82.14% women) with different chronic illnesses, with ages ranging from 20 to 65 years (M = 42.18; SD = 10.73). Recruitment and data collection were made via internet, through self-response measures.The preliminary exploratory factor analysis of IBAS indicated a 7-item unifactorial scale, with a very good internal consistency and adequate to measure illness behavior avoidance, in individuals with chronic medical conditions. The findings, obtained through path analysis, suggest that part of the effect of chronic illness-related shame on depressive symptoms was explained by illness behaviour avoidance. On the other hand, depressive symptoms mediated the effect of chronic illness-related shame and illness behavior avoidance on quality of sleep. In conclusion, these findings suggest that illness behavior avoidance plays an important role in the psychological functioning of chronic patients. Future studies should investigate this process longitudinally to confirm its role in the determination of depressive symptomatology in people with chronic illness.
A vivência de uma doença crónica acarreta um conjunto de desafios que podem provocar um impacto ao nível do funcionamento psicológico dos doentes. Esta vivência pode afetar a qualidade de vida e o bem-estar destes indivíduos, pelo que se torna pertinente estudar os mecanismos psicológicos que possam estar relacionados com estas dificuldades. Neste sentido, a presente dissertação tem como objetivo estudar a relação da vergonha relacionada com a doença com sintomas depressivos e a qualidade de sono, tendo como variável mediadora o evitamento experiencial, especificamente, de comportamentos de doença. Foi conduzida uma análise preliminar da Illness Behavior Avoidance Scale (IBAS), em relação à sua estrutura fatorial.Este estudo foi realizado com uma amostra mista de 224 participantes (82.14% mulheres) com diferentes doenças crónicas e com idades compreendidas entre os 20 e os 65 anos (M = 42.18; DP = 10.73). O recrutamento e recolha de dados foram realizados via internet, através de medidas de autorresposta. A análise fatorial exploratória preliminar da IBAS sugeriu a presença de uma escala unifatorial de 7 itens, com uma consistência interna muito boa, demonstrando-se adequada para avaliar o evitamento de comportamentos de doença, em indivíduos com doenças crónicas. Os resultados obtidos através da análise de caminhos sugerem que uma parte do efeito da vergonha relacionada com a doença na sintomatologia depressiva foi explicada pelo evitamento de comportamentos de doença. Por outro lado, a sintomatologia depressiva medeou o efeito da vergonha relacionada com a doença e do evitamento de comportamentos de doença na qualidade do sono. Em suma, o evitamento de comportamentos de doença parece desempenhar um papel importante no funcionamento psicológico em doentes crónicos, pelo que se torna pertinente que estudos futuros avaliem longitudinalmente este processo para confirmar a sua relevância na determinação de sintomatologia depressiva em pessoas com doenças crónicas.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94555
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

6
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

7
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons