Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94546
Title: Impacto da Religiosidade no Consumo de Substâncias dos Adultos Emergentes em Portugal
Other Titles: Religiosity’s Impact on Emerging Adults’ Substance Use in Portugal
Authors: Oliveira, Carla Maria Teixeira
Orientador: Fonseca, António Castro
Keywords: Religiosidade; Adultos Emergentes; Consumo de Substâncias; Religiosity; Emerging Adults; Substance Use
Issue Date: 26-Nov-2020
Serial title, monograph or event: Impacto da Religiosidade no Consumo de Substâncias dos Adultos Emergentes em Portugal
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Substance use is a serious public health issue, having an enormous financial and human cost in many countries. That has caused researchers from various areas of expertise to unite in an effort to identify variables that contribute to its explanation and treatment. In that context, religiosity has been the target of particular attention in the past few decades. The results of those investigations point, generally, to an inverse relationship between various dimensions of the religious experience and substance use. However, most of those investigations took place in the United States of America, a country with very specific characteristics in regard to religion and substance use. The main objective of this investigation was to verify if religiosity has the same protective effect in Portugal. Considering that objective, the present study used a sample of emerging adults, who were, therefore, experiencing a period of human development characterized by important changes in the individuals’ religiosity and substance use. The data collection occurred online, using a questionnaire built specifically for this study, which included a group of questions about religiosity, another about interpersonal relationships, another about the use of both legal and illegal substances, and a third one about sociodemographic variables. The results of varied statistical analysis did not show any significant relationship between the participants’ religiosity and substance use. This pattern was observed both when using global religiosity and substance use indexes, as well as when the analysis focused, separately, on the multiple dimensions of religiosity and the different types of substances. Association with substance-using peers and the participants’ sex were the variables with the most significant relationship with substance use. Taking these unexpected, but not unique, results into account, some suggestions are made to future investigations, with a more thorough methodology, regarding the same topic, in Portugal.
O consumo de substâncias psicoativas constitui, atualmente, um grave problema de saúde pública, com enormes custos financeiros e humanos em muitos países. Isso tem levado os investigadores de várias disciplinas a juntar esforços para identificar variáveis que contribuam para a sua explicação e para o seu tratamento. Nesse contexto, tem vindo a ser prestada particular atenção à religiosidade, nas últimas décadas. Os resultados desses estudos apontam, geralmente, para uma relação inversa entre várias dimensões da vivência religiosa e o consumo de substâncias. Porém, na sua maioria, esses estudos são provenientes dos Estados Unidos da América, um país com características muito específicas no que diz respeito à religião e ao consumo de drogas. O principal objetivo da presente investigação era verificar se a religiosidade tem esse mesmo efeito protetor em Portugal. Utilizou-se, para esse fim, uma amostra de indivíduos que se situam no estádio da adultez emergente, um período do desenvolvimento que se caracteriza por importantes mudanças no domínio da religiosidade e do consumo de substâncias. A recolha da informação consistiu na administração online de um questionário especificamente construído para este estudo e que incluía um conjunto de perguntas sobre a religiosidade, outro sobre as relações interpessoais, outro sobre o consumo de drogas lícitas e ilícitas, e ainda outro sobre as variáveis sociodemográficas. Os resultados de diversas análises estatísticas não revelaram qualquer relação significativa entre a religiosidade dos participantes e o seu consumo de substâncias. Este padrão de resultados foi observado tanto quando utilizavam índices globais de religiosidade e de consumo de substâncias como quando a análise incidia, separadamente, nas diversas dimensões da religiosidade e nos diferentes tipos de consumo. A associação a pares consumidores e o sexo dos participantes foram as variáveis com a relação mais significativa com o consumo de substâncias. Com base nestes resultados inesperados, mas não únicos, são feitas várias sugestões para futuros estudos, metodologicamente mais rigorosos, sobre o mesmo tema, em Portugal.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94546
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Final - Carla Oliveira.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

38
checked on Aug 17, 2022

Download(s)

50
checked on Aug 17, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons