Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94537
Title: Reflexivity and satisfaction in the work groups: the mediating role of affective commitment with the team
Other Titles: A reflexividade e satisfação em equipas de trabalho: o papel mediador do comprometimento afetivo com a equipa
Authors: Simões, Sara Cristina Vaz Costa Castela
Orientador: Lourenço, Paulo Renato Martins Ribeiro Silva
Selvam, Rejina
Keywords: Reflexividade grupal; Satisfação grupal; Comprometimento afetivo com a equipa; Team reflexivity; Team satisfaction; Team affective commitment
Issue Date: 9-Jul-2020
Serial title, monograph or event: Reflexivity and satisfaction in the work groups: the mediating role of affective commitment with the team
Place of publication or event: University of Coimbra
Abstract: No contexto dos grupos/equipas de trabalho, as práticas reflexivas são consideradas cada vez mais como processos essenciais para o bom funcionamento e desempenho de um grupo. Consequentemente, a reflexividade grupal tem sido um dos tópicos de crescente interesse na área de investigação. No geral, os estudos sugerem que tanto o comprometimento afetivo com a equipa como a satisfação grupal são consequentes da reflexividade da equipa. A literatura também mostra uma relação positiva entre o comprometimento afetivo da equipa e a satisfação grupal. No entanto, os estudos focados nestas relações ainda são escassos. O objetivo deste estudo foi ampliar o conhecimento sobre o funcionamento dos grupos de trabalho e os seus resultados, particularmente no tópico da reflexividade grupal. Com base no modelo IMOI, testámos um modelo de mediação usando o PROCESS, que incluiu a reflexividade da equipa como o nosso input, a satisfação grupal como output e o comprometimento afetivo da equipa como variável mediadora. A amostra foi composta por 111 equipas, de 72 organizações portuguesas, e utilizou-se o questionário como método de recolha de dados. Os resultados mostraram que o comprometimento afetivo da equipa é um mediador parcial na relação entre reflexividade da equipa e satisfação grupal. Estes dados reforçam a literatura e alertam-nos para a relevância da reflexividade e do comprometimento afetivo da equipa no aumento da satisfação do grupo.No contexto dos grupos/equipas de trabalho, as práticas reflexivas são consideradas cada vez mais como processos essenciais para o bom funcionamento e desempenho de um grupo. Consequentemente, a reflexividade grupal tem sido um dos tópicos de crescente interesse na área de investigação. No geral, os estudos sugerem que tanto o comprometimento afetivo com a equipa como a satisfação grupal são consequentes da reflexividade da equipa. A literatura também mostra uma relação positiva entre o comprometimento afetivo da equipa e a satisfação grupal. No entanto, os estudos focados nestas relações ainda são escassos. O objetivo deste estudo foi ampliar o conhecimento sobre o funcionamento dos grupos de trabalho e os seus resultados, particularmente no tópico da reflexividade grupal. Com base no modelo IMOI, testámos um modelo de mediação usando o PROCESS, que incluiu a reflexividade da equipa como o nosso input, a satisfação grupal como output e o comprometimento afetivo da equipa como variável mediadora. A amostra foi composta por 111 equipas, de 72 organizações portuguesas, e utilizou-se o questionário como método de recolha de dados. Os resultados mostraram que o comprometimento afetivo da equipa é um mediador parcial na relação entre reflexividade da equipa e satisfação grupal. Estes dados reforçam a literatura e alertam-nos para a relevância da reflexividade e do comprometimento afetivo da equipa no aumento da satisfação do grupo.
In the context of work groups/teams, reflexive practices are increasingly considered essential processes for the functioning and performance of a group. Accordingly, group reflexivity has been one of the topics of growing research interest. Overall, the studies suggest that both the affective commitment with the team and the group satisfaction are consequents of team reflexivity. The literature also shows a positive relationship between team affective commitment and group satisfaction. However, the studies focusing on these relationships are still scarce. The aim of this study was to expand the knowledge about group functioning and their results, particularly on the topic of group reflexivity. Based on the IMOI model, we tested a mediation model using PROCESS, which included team reflexivity as the input variable, group satisfaction as the output variable and the team affective commitment as the mediating variable. The sample was composed by 111 teams, from 72 Portuguese organizations, and as data gathering method the questionnaire survey was used. The results have shown that team affective commitment partially mediates the relationship between team reflexivity and group satisfaction. These data reinforce the literature, and alert us to the relevance of team reflexivity and team affective commitment in the increase of group satisfaction. In the context of work groups/teams, reflexive practices are increasingly considered essential processes for the functioning and performance of a group. Accordingly, group reflexivity has been one of the topics of growing research interest. Overall, the studies suggest that both the affective commitment with the team and the group satisfaction are consequents of team reflexivity. The literature also shows a positive relationship between team affective commitment and group satisfaction. However, the studies focusing on these relationships are still scarce. The aim of this study was to expand the knowledge about group functioning and their results, particularly on the topic of group reflexivity. Based on the IMOI model, we tested a mediation model using PROCESS, which included team reflexivity as the input variable, group satisfaction as the output variable and the team affective commitment as the mediating variable. The sample was composed by 111 teams, from 72 Portuguese organizations, and as data gathering method the questionnaire survey was used. The results have shown that team affective commitment partially mediates the relationship between team reflexivity and group satisfaction. These data reinforce the literature, and alert us to the relevance of team reflexivity and team affective commitment in the increase of group satisfaction.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia do Trabalho, das Organizações e dos Recursos Humanos apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94537
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Master Thesis_Sara Simões.pdf626.97 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

43
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

33
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons