Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94528
Title: Versão para Crianças do Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation 15 (Child SCORE): Primeiros Estudos Portugueses de Validação
Other Titles: Children’s version of the Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation 15 (Child SCORE): First Portuguese Validation Studies
Authors: Veloso, Bruna Rafaela Fernandes
Orientador: Vilaça, Ana Margarida de Barros
Relvas, Ana Paula Pais Rodrigues Fonseca
Keywords: Funcionamento familiar; Crianças; Child SCORE; Propriedades psicométricas; Family functioning; Children; Child SCORE; Psychometric properties
Issue Date: 22-Jul-2020
Serial title, monograph or event: Versão para Crianças do Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation 15 (Child SCORE): Primeiros Estudos Portugueses de Validação
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Atualmente, existe uma lacuna na literatura relacionada com instrumentos de medida do funcionamento familiar do ponto de vista das crianças. O Child Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation (Child SCORE) é um instrumento de autorresposta derivado da breve versão original para adultos e jovens com idade igual ou superior a 12 anos (SCORE-15) que mede aspetos do funcionamento da família. O objetivo do presente estudo é avaliar as qualidades psicométricas da versão portuguesa do Child SCORE. Para tal, o instrumento foi administrado a 119 crianças, de 8 a 11 anos, recrutadas em escolas públicas localizadas no norte de Portugal. Os resultados mostraram uma boa consistência interna para a escala total e subescalas e confirmaram a estrutura trifatorial encontrada em estudos anteriores com o SCORE-15. As análises de correlação usando a Escala de Avaliação da Comunicação na Parentalidade - C (COMPA-C) apoiaram a validade convergente. Foram encontradas diferenças significativas em relação ao género das crianças, uma vez que os rapazes obtiveram pontuações mais elevadas. Os resultados sugerem que a versão portuguesa do Child SCORE apresenta qualidades psicométricas aceitáveis e pode ser muito útil na avaliação do funcionamento familiar da perspetiva das crianças. Atualmente, existe uma lacuna na literatura relacionada com instrumentos de medida do funcionamento familiar do ponto de vista das crianças. O Child Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation (Child SCORE) é um instrumento de autorresposta derivado da breve versão original para adultos e jovens com idade igual ou superior a 12 anos (SCORE-15) que mede aspetos do funcionamento da família. O objetivo do presente estudo é avaliar as qualidades psicométricas da versão portuguesa do Child SCORE. Para tal, o instrumento foi administrado a 119 crianças, de 8 a 11 anos, recrutadas em escolas públicas localizadas no norte de Portugal. Os resultados mostraram uma boa consistência interna para a escala total e subescalas e confirmaram a estrutura trifatorial encontrada em estudos anteriores com o SCORE-15. As análises de correlação usando a Escala de Avaliação da Comunicação na Parentalidade - C (COMPA-C) apoiaram a validade convergente. Foram encontradas diferenças significativas em relação ao género das crianças, uma vez que os rapazes obtiveram pontuações mais elevadas. Os resultados sugerem que a versão portuguesa do Child SCORE apresenta qualidades psicométricas aceitáveis e pode ser muito útil na avaliação do funcionamento familiar da perspetiva das crianças.
Currently, there is a gap in the literature related to children’s family functioning assessment instruments. The Child Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation (Child SCORE) is a self-report instrument derived from the brief original version for adults and youngsters aged 12 and over (SCORE-15) that measures aspects of family functioning. The aim of the present study is to assess the psychometric qualities of the Portuguese version of Child SCORE. To do so, the instrument was administered to 119 children, aged 8-11, recruited from public schools located in North Portugal. Results showed a good internal consistency for the total scale and subscales, and confirmed the three-factor structure found in previous studies with SCORE-15. Correlation analyses using Perception Scale of Parenting Communication - C (COMPA-C) supported the convergent validity. Significant differences regarding gender were found, since boys obtained higher scores. Findings suggest that the Portuguese Child SCORE presents acceptable psychometric qualities and may be very useful to assess family functioning from children’s perspective. Currently, there is a gap in the literature related to children’s family functioning assessment instruments. The Child Systemic Clinical Outcome and Routine Evaluation (Child SCORE) is a self-report instrument derived from the brief original version for adults and youngsters aged 12 and over (SCORE-15) that measures aspects of family functioning. The aim of the present study is to assess the psychometric qualities of the Portuguese version of Child SCORE. To do so, the instrument was administered to 119 children, aged 8-11, recruited from public schools located in North Portugal. Results showed a good internal consistency for the total scale and subscales, and confirmed the three-factor structure found in previous studies with SCORE-15. Correlation analyses using Perception Scale of Parenting Communication - C (COMPA-C) supported the convergent validity. Significant differences regarding gender were found, since boys obtained higher scores. Findings suggest that the Portuguese Child SCORE presents acceptable psychometric qualities and may be very useful to assess family functioning from children’s perspective.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94528
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Final Bruna Veloso versão pós-defesa-1.pdf622.6 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

68
checked on Aug 11, 2022

Download(s)

57
checked on Aug 11, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons