Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94509
Title: Estudo das Características Psicométricas da Escala de Robustez Mental para Adolescentes (ERMA)
Other Titles: Study of the Psychometric Properties of the Mental Toughness Scale for Adolescents (ERMA)
Authors: Caetano, Raquel Coimbra
Orientador: Matos, Ana Paula Soares
Costa, José Joaquim Marques
Keywords: robustez mental; adolescência; saúde mental; características psicométricas; escola; mental toughness; adolescence; mental health; psychometric properties; school
Issue Date: 21-Jul-2020
Serial title, monograph or event: Estudo das Características Psicométricas da Escala de Robustez Mental para Adolescentes (ERMA)
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Abstract Over the past few years there has been a growing interest in exploring the concept of Mental Toughness (MT) in different contexts of life (mental health, education and sport) of subjects of different age groups. Specifically, several studies have shown that this construct is negatively related to depressive and anxious symptoms, highlighting the ability of MT to generate benefits in all different aspects of adolescents' lives (see for example, McGeown et al., 2018; Mutz et al., 2017). With the development of the Sucesso, Mente e Saúde Project (SMS), which focuses on the application of depression prevention programs in adolescence, the purpose and relevance of studying protective variables against depression that promote mental health in general emerged, such as Toughness. Thus, the present investigation has as its main objective the study of the psychometric characteristics of the Mental Toughness Scale for Adolescents (MTS-A; McGeown et al., 2018), applied to the portuguese adolescent population. This version of the MTS-A – Mental Toughness Scale for Adolescents (ERMA; Matos et al., 2020) – consists of 15 items, with 4 Likert-type answer options, between 1 - Totally Disagree and 4 - Totally Agree. This study involved 339 subjects (160 females and 239 males), who attend the 3rd cycle of basic education, aged between 11 and 15 years old. Confirmatory Factor Analysis (AFC) revealed optimal values of adjustment quality indices, and appropriate individual factorial weights and reliability. Convergent validity was analyzed in relation to other measures. The values of Cronbach's alpha and Pearson's correlation coefficient indicated, in general, a good internal consistency. The scale also revealed the existence of small to large correlations between the six factors. ERMA is a valid instrument for use in mental health, educational and even sport contexts, with Portuguese adolescents.
Resumo Ao longo dos últimos anos tem-se verificado um crescente interesse em explorar o conceito de Robustez Mental (RM) em diversos contextos de vida (saúde mental, educação e desporto) de sujeitos de diversas faixas etárias. Especificamente, vários estudos mostraram que este construto se relaciona negativamente com a sintomatologia depressiva e ansiosa, destacando a capacidade da RM conseguir gerar benefícios em todos os diferentes aspetos da vida dos adolescentes (ver por exemplo, McGeown et al., 2018; Mutz et al., 2017). Com o desenvolvimento do Projeto SMS – Sucesso, Mente e Saúde, que se centra na aplicação de programas de prevenção da depressão na adolescência, emergiu o propósito e a pertinência de estudar variáveis protetoras contra a depressão e promotoras de saúde mental na sua globalidade, como a Robustez Mental. Assim, a presente investigação tem como principal objetivo o estudo das qualidades psicométricas do instrumento Mental Toughness Scale for Adolescents (MTS-A; McGeown et al., 2018), aplicado à população adolescente portuguesa. Esta versão da MTS-A – Escala da Robustez Mental para Adolescentes (ERMA; Matos et al., 2020) – é composta por 15 itens, com 4 opções de reposta tipo Likert, entre 1 – Discordo Totalmente e 4 – Concordo Totalmente. Neste estudo participaram 339 sujeitos (160 do género feminino e 239 do género masculino), que frequentam o 3º ciclo do ensino básico, com idades compreendidas entre os 11 e os 15 anos. A Análise Fatorial Confirmatória (AFC) revelou valores ótimos de índices da qualidade de ajustamento, e pesos fatoriais e fiabilidades individuais adequados. Foi analisada a validade convergente em relação a outras medidas. Os valores de alfa de Cronbach e de coeficiente de correlação de Pearson indicaram, de uma forma geral, uma boa consistência interna. A escala revelou, ainda, a existência de correlações altas, médias e baixas entre os seis fatores que a constituem. A ERMA é um instrumento válido para uso em contextos de saúde mental, educativos e até desportivos, em adolescentes portugueses.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94509
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Tese.pdf857.18 kBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

63
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

12
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons