Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94484
Title: Funções Executivas e Perturbações de Uso de Substâncias: Estado da arte e elaboração de um projeto no âmbito da validação do BRIEF-A para a população portuguesa
Other Titles: Executive Functions and Substance Use Disorders: State of the art and definition of a project within the scope of BRIEF-A validation for the Portuguese population
Authors: Fernandes, Ester Benita Gomes
Orientador: Vilar, Maria Manuela Pereira
Keywords: Funções Executivas; BRIEF-A; Comportamentos Aditivos; Perturbações de Uso de Substâncias; Executive Functions; BRIEF-A; Additive Behaviors; Substance Use Disorders
Issue Date: 17-Dec-2020
Serial title, monograph or event: Funções Executivas e Perturbações de Uso de Substâncias: Estado da arte e elaboração de um projeto no âmbito da validação do BRIEF-A para a população portuguesa
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Introduction: Substance use disorders are almost always associated with cognitive deficits, namely, executive functions, with impairment in the subjects’ day-to-day functioning, as well as with an impact on therapy, rehabilitations and integration in therapeutic communities. The neuropsychological assessment processes are crucial to understand the functioning profiles and inform the intervention with these subjects. In this sense, the Behavior Rating Inventory of Executive Function - Adult Version (BRIEF-A) may be constituted as a good instrument / robust alternative to assist in the evaluation of executive functions.Objectives: This dissertation has as main objective to elaborate a literature review on executive functions, more specifically in adults with substance use disorders, and to elaborate the proposal of an empirical study project that aims to validate the BRIEF-A for adults with dependencies and addictive behaviors, as a contribution to the validation of the instrument in clinical groups (parameters of discriminant validity), in Portuguese context. Exemplifying a comparative profile of executive functioning, was also possible to carry out a case study.Methods: Bibliographic research related to the theme was developed to support the state of the art. The project proposal includes the topics: relevance of the study, objectives, sample and protocol. The case study refers to R. (female, 28 years old and 12th year of schooling), who was in a rehabilitation center for people with addictive behaviors, 4 months ago. The control subject, C. (female, 26 years old and 12th year of schooling), was recruited from the community.Results: Theoretical research attests to the relevance of executive functions to understand the functioning of people with substance use disorders, both in terms of evaluation and intervention. Still, the data referring to BRIEF-A indicates that it can be constituted as a robust instrument in this understanding, taking into account that it allows access to the perception of the subject and the significant informant, covering dimensions / contents that approximate daily activities, ensuring the ecological validity of evaluation procedures. With regard to the case study, some areas that were most affected by the subject with substance use disorders were evidenced, namely the BRIEF-A Inhibition scale, impulsivity and working memory.Conclusions: The study of executive functions in subjects with substance use proves to be quite important in relation to their evaluation and consequently adaptation of the intervention. Therefore, using appropriate instruments, such as BRIEF-A, is essential, thus making its validation relevant to the drug addict population.
Introdução: As perturbações de uso de substâncias têm quase sempre associados défices cognitivos, nomeadamente, de funções executivas, com prejuízo para o funcionamento no dia-a-dia dos sujeitos, bem como com impacto na terapia, reabilitação e integração em comunidades terapêuticas. Os processos de avaliação neuropsicológica são cruciais para compreender os perfis de funcionamento e informar a intervenção com estes sujeitos. Nesse sentido, o Behavior Rating Inventory of Executive Function – Adult Version (BRIEF-A) poderá constituir-se como um bom instrumento/alternativa robusta para auxiliar na avaliação das funções executivas.Objetivos: Esta dissertação tem como principal objetivo elaborar uma revisão da literarura sobre as funções executivas, mais especificamente em adultos com perturbações de uso de substâncias, e elaborar a proposta de um projeto de estudo empírico que tem como objetivo validar o BRIEF-A para adultos com dependências e comportamentos aditivos, enquanto contributo para a validação do instrumento em grupos clínicos (parâmetros de validade discriminante), em contexto português. Exemplificando um perfil comparativo de funcionamento executivo, foi ainda possível realizar um estudo de caso.Métodos: Foi elaborada a pesquisa bibliográfica referente ao tema, para sustentar o estado da arte. A proposta de projecto inclui os tópicos: relevância do estudo, objetivos, amostra e protocolo. O estudo de caso é referente a R. (sexo feminino, 28 anos de idade e 12º ano de escolaridade), que se encontrava num centro de reabilitação para pessoas com comportamentos aditivos, há 4 meses. O sujeito de controlo, C. (sexo feminino, 26 anos de idade e 12º ano de escolaridade), foi recrutado na comunidade.Resultados: A pesquisa teórica atesta a relevância das funções executivas para compreender o funcionamento das pessoas com perturbações de uso de substâncias, quer na dimensão de avaliação, quer de intervenção. Ainda, os dados referentes ao BRIEF-A indicam que poderá constituir-se como um instrumento robusto nessa compreensão, atendendo a que permite aceder à percepção do sujeito e do informador significativo, cobrindo dimensões/conteúdos que se aproximam das atividades do dia a dia, assegurando a validade ecológica dos procedimentos avaliativos. No que concerne o estudo de caso, foram evidênciadas algumas áreas mais prejudicas no sujeito com perturbações de substâncias, nomeadamente a escala Inibição do BRIEF-A, a impulsividade e a memória de trabalho. Conclusões: O estudo das funções executivas em sujeitos com consumos de substâncias revela-se bastante importante relativamente à avaliação das mesmas e consequentemente adaptação da intervenção. Deste modo, recorrer a instrumentos adequados, como o BRIEF-A, é essencial, tornado, assim, pertinente a sua validação para a população toxicodependente.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94484
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Psi Forense Ester.pdf1.97 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

29
checked on Oct 15, 2021

Download(s)

16
checked on Oct 15, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons